Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Arraial do Cabo com crianças – nossas férias com SUP

O post de Arraial do Cabo com crianças foi escrito pelos meus amigos e colaboradores do blog Juliana Jung e Jairo Pereira – um casal que adora viajar em família, principalmente quando o destino inclui praias e SUP.. O texto abaixo faz parte da série “Férias na região dos lagos do RJ” que inclui as cidades próximas de Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo.

Depois de contar um pouco da nossa experiência em Cabo Frio, descrevo agora a sequência da nossa viagem em Arraial do Cabo nas férias de julho 2015.  Nossa aventura incluiu três cidades: Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios. Cada destino terá o seu post específico nesta série sobre a região dos Lagos no Rio de Janeiro. Se tivesse que descrever em poucas palavras cada uma dessas cidades que visitamos diria que, antes de mais nada, Cabo Frio é grande e tem imensa estrutura e orla urbanizada. Búzios é badalação, é glamour e ostentação com várias e belas pequenas enseadas para curtir.

Já Arraial, o destino deste post, é simples, estilo zen, mas com algumas das mais lindas praias do Brasil. Em termos de natureza Arraial é imbatível. É considerada a “capital do mergulho”.

DCIM100GOPRO

 

Arraial do Cabo fica cerca de 13 km de Cabo Frio dirigindo em estrada asfaltada. Nessa região ficam as mais belas praias que já visitei no Brasil, só perdem mesmo para Fernando de Noronha. A cidade em si é bem pequena, meio bagunçada, com ares ares meio hippie, estilo paz e amor. Ficar hospedado por lá  é bom para quem quer um retiro, tranquilidade e, quem sabe, economizar na hospedagem. Tudo em Arraial é mais barato.

Procurando hotéis e pousadas em Arraial do Cabo?
Pesquise aqui ofertas com a facilidade do cancelamento gratuito na maioria dos quartos 

Visitei algumas das principais praias da Arraial (no total, são 8!)

A Praia dos Anjos e o Passeio de Escuna

Essa praia e o passeio foi, sem dúvida, a melhor parte de toda a viagem. A PRAIA DOS ANJOS é a mais central, fica junto do centro e tem um calçadão pequeno e simpático. Deve ser bem legal curtir aquele astral para quem fica hospedado por lá É nessa enseada que estão ancorados os barcos dos pescadores e passeios. Da praia dos Anjos sai uma trilha pelo morro para a Praia do Forno ( que não fomos ). Nessa parte há um Porto enorme, onde os navios grandes trazem alimentos para a região e levam parte da produção de sal. Os barcos de passeio também esperam as pessoas nesse porto para o embarque.

3 A ESCUNA DON JUAN

 

Fizemos o passeio de escuna com o Don Juan e super indico ! A gente testou a paciência do cara. Inventamos de levar junto no barco dele os nossos SUPs. O cara e seus ajudantes foram superparceiros. Montamos toda a logística e no dia do passeio chegamos mais cedo para agilizar as coisas. Nos infiltramos na tripulação e ainda abusamos pois usamos o bote deles de apoio para transportar toda a nossa tralha. E os caras nos ajudaram em tudo, sempre na boa, megaprestativos “ tipo : Tamo junto “. Merecem  todos os elogios por aqui!

2 PRAIA DOS ANJOS

Para quem não conhece o meu marido Jairo,  existe um apelido que o descreve bem : Sr. Mister Tralha. Adora uma bugiganga…me deixa bem louca com tanta tralhinha que ele jura ser fundamental para nossa existência. Mas, às vezes, ele acerta e compra algo realmente útil como o motor para encher as nossas pranchas de SUP. Baita mão na roda,  facilita muito nossas aventuras.

Eis o Jairo e suas tralhas. Mas ele acertou

Eis o Jairo e suas tralhas. Mas ele acertou no motor que enche as nossas pranchas


A Praia do Farol em Arraial do Cabo

Devidamente embargados a escuna partiu para a PRAIA DO FAROL que fica em uma ilha bem próxima. Bem, sabe aquela tela de computador que a gente fica desejando um dia conhecer, da praia ideal, areia limpa, branca e fina, o mar azul cristalino e a vegetação intacta e preservada ? Pois então, a imagem da tela de computador existe. Esse paraíso é a ilha do Farol.

5 Ilha do Farol

DCIM100GOPRO

 

Ilha do Farol em Arraial do Cabo

A Ilha do Farol é uma reserva e possui um posto de controle dos barcos que aportam e as pessoas que descem. Nas dunas há uma cerca que limita onde se pode passear.Mas isso não impede de desfrutar plenamente desse lugar mágico. Ao contrário, é justamente por isso que ainda é magnífica. Pena que o tempo de permanência foi pouco. Eu poderia ficar o dia inteiro atirada naquela areia gostosa. E o meu filho Gui , o dia inteiro no mar.

 

DCIM100GOPRO

A água estava mega fria, mesmo para minha gauchada acostuma a temperaturas baixas. Já o Gui e o Jairo tomaram banho como se fosse aquecida…fizeram apneia e viram muitos peixinhos faceiros. O meu filho gosta tanto, mas tanto de água que às a gente prende o moleque pela cordinha para não correr o risco do peixinho se soltar no mar e o resgate ser difícil.

Gui preso na cordinha

Gui preso na cordinha

Para fazer jus a trabalheira que demos ao pessoal do barco, tratei de remar também. Andei perto da areia, olhando os corais abaixo. Lindo demais. Depois fui me afastando do barco e me aproximando do costão. Quando o guardinha da ilha começou a apitar para mim (me acusando de pessoa não grata por ali) eu quase morri de vergonha, todo mundo olhando para mim. Marinheira de primeira viagem em Arraial do Cabo, tratei de sair logo. Fuiiii !

DCIM100GOPRO

Depois dessa parada, a ideia era ir no mar aberto ver a gruta azul, mas não foi possível devido ao tamanho das ondas e o vento forte, porém passamos em frente a uma Santa, que fica dentro de uma fenda.Valeu o visual.

Arraial do Cabo Ilha do Farol

 

Praias do Pontal do Atalaia

Ai partimos para as Praias do Pontal do Atalaia. Na verdade são duas praias separadas por rochas, mas que o pessoal chama de “prainhas”. Pois é,  confunde com aquela na entrada da cidade. Mas essa é no plural. Outro paraíso, também preservado.

As prainhas Arraial do Cabo

 

As prainhas também possuem acesso por estrada de terra. Contudo, ouvi falar que o caminho é bem complicado e sem sinalização. Sem falar da necessidade de descer uma hiper escada de madeira (que aparece no fundo da foto). Eu vi um pessoal vendendo bebida e alguma coisa de comer, mas eram poucos.

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

Outro lugar arrebatador: nessa as praias é possível subir em uma grande duna e descer rolando… E aí, adivinha quem amou ?  Sim, o meu peixinho virou croquete. Quem nunca fez isso quando criança ? Depois, demora um mês para sair toda a areia de dentro da orelha. Mas, tudo bem,  vale a pena.  É bom demais.

DCIM100GOPRO

O Gui à milanesa !

Além da paciência e super ajuda, tudo foi bem tranquilo. O barco tem um tamanho ótimo, não faz o estilo daqueles grandões com um monte de gente e aquela música cansativa nem tão pequeno que vá balançar muito.  Durante o percurso eles vendem uns espetinhos de queijo bem gostosos para matar a fome. Também há água e outras bebidas. Só tenho elogios. Valeu Dom Juan !Arraila em Familia Juliana Jung

 

Praia do Forno

A última parada é no restaurante flutuante na Praia do Forno. Eu não entendo nada de comida, sou vira-lata, qualquer coisa me satisfaz. Entretanto, sinceramente,  a cara desse lugar era meia esquisita. Não sei se vale a pena.  No nosso barco ninguém quis ficar por lá. Também existia a possibilidade de ficar na praia ( Forno) e voltar para cidade pela trilha. Acho que esta seria uma boa opção para quem curte caminhar.

DCIM100GOPRO

O restaurante flutuante

Prainha 

Em outro dia, outro passeio a partir de Cabo Frio (onde ficamos hospedados),  voltamos para o Arraial  para, dessa vez, ficar em terra firme. O local eleito foi a PRAIANHA que é  a primeira praia na chegada da cidade, fica antes do Pórtico. Tem estrutura à beira mar com alguns quiosques que servem de tudo e alugam cadeiras. Também vimos aluguel de pranchas, SUP e até morey. Aqui tivemos a companhia dos amigos queridos Rafa e Michele, que moram no Rio e que curtem esse cantinho da praia. Foram passar o final de semana conosco. Supercompanhia.

 

O costão da Prainha

O costão da Prainha

partindo para mais uma remada

partindo para mais uma remada

Ao chegar na praia, vimos aquele costão todo, água calma ficamos como o meu filho Gui em dia que o Grêmio (nosso time!) ganha o Gre-Nal. Lugar perfeito para mais uma expedição de SUP. E assim foi: enche todos os 3 SUPs, arruma tudo e parte para a remada. Desta vez , saímos da praia e fizemos toda a extensão das pedras do lado leste. Como estávamos com companhia, o Gui cedeu a prancha dele e pegou uma caroninha com o Jairo.

20 Que vida dificil esta do Gui (1)

 

No meio da remada, encontramos um rapaz nativo que estava a limpando as tartarugas. Ele faz parte de uma ONG que ajuda na manutenção dessa espécie. Lamentavelmente algumas tartarugas comem plásticos, outras ficam com objetos presos. A gente aproveitou para saber mais sobre os  animais dessa região. Muito legal, baita experiência.

Arraial do Cabo

Se não for da turma da prancha, a nossa sugestão é fazer o costão caminhando por uma trilha. O Jairo e o Rafa deram uma pernada e encontraram lugares ótimos para uma apenia. Eu fiquei de olho no Gui , que não se satisfez apenas com o SUP e quis alugar um morey.

 

Caminha pela trilha do costão da Praianha

Caminha pela trilha do costão da Prainha

Jairo Pereira

O que me deixou chateada foi que vimos que o IBAMA até tenta conservar as praias e a região, inclusive restringindo o acesso em algumas delas. Mas lamentavelmente, enquanto o povo não tiver educação e ajudar, a natureza continuará a sofrer. Nessa prainha linda, a areia é muito suja. Todo o tipo de restos de coisas se acumulam e se misturam à areia. Tocos de cigarros, tampinhas, palitos de picolé. O pior, que no tempo que a gente estava lá, vi vários frequentadores locais repetindo o descass diversas vezes.

O cara do quiosque, que ficou sentado quase todo o tempo, não disponibilizou um lixo e sequer ou pensou em limpar a sujeira que seriam dos seus clientes. Lamentável para um paraíso como esse.

O trio Ju, Jairo e Gui em mais uma viagem em família e remadas. O Café Viagem agradece por mais esse relato de viagem inspirador.

O trio Ju, Jairo e Gui em mais uma viagem em família e remadas. O Café Viagem agradece por mais esse relato de viagem inspirador.


VEJA TODA A SÉRIE  DA VIAGEM DA JÚ, JAIRO E GUI DE SUP NO RJ:

CABO FRIO

ARRAIAL DO CABO 

 BÚZIOS (em breve)

 

CONFIRA MAIS AVENTURAS DA JU, GUI E JAIRO NO CAFÉ VIAGEM

Roteiro Brasília em Família – fim de semana cultural
10 praias do Sul para curtir SUP em família
Acessibilidade nos Parques de Orlando
SUP em Minas do Camaquã – RS


SAIBA MAIS

 

ARRAIAL DO CABO | RJ
Município brasileiro na região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro.
Esta situada a 140 km da cidade do Rio de Janeiro. Foi fundado em 1985, após a emancipação de Cabo Frio (a 13km). É  um paraíso do Atlântico cercado por praias que encantam turistas que visitam o lugar. A temperatura média é de 25o C graus no verão e entre 17 e 23oC no inverno.

A DICA DE PASSEIO DE BARCO:
Don Juan Tour- Site  www.donjuantour.com.br

ONDE FICAR:
A dica de hotel  Juliana e do Jairo é em Cabo Frio onde se hospedou com a família: Hotel Best Western Paradiso Del Sol.

Site prefeitura de Arraial
www.arraial.rj.gov.br

Melhores-sites-planejar-viagem


HOSPEDAGEM EM ARRAIAL DO CABO – 
 o BOOKING é o nosso parceiro para reservar hotéis e pousadas com MELHORES TARIFAS. Uma grande facilidade é que o site permite, em grande parte dos casos, fazer a RESERVA COM CANCELAMENTO GRÁTIS. CONSULTE AQUI!

ALUGUEL DE CARRO – nosso parceiro para aluguel de veículos é a RENTALCARS. O site faz uma busca pelas melhores tarifas entre várias locadoras e oferece os melhores preços para o destino indicado pelo viajante. CONSULTE AQUI!

SEGURO VIAGEM – A REAL SEGURO VIAGEM consegue preços excelentes e diferenciados de diferentes planos de seguro de viagem de empresas de confiança. O site faz uma busca e indica várias categorias e faixas de preços.  FAÇA AQUI COTAÇÃO.

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO