Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Avaliação Nacional de Vinhos aponta a Safra 2018 como histórica para o Brasil

Na 26a Avaliação Nacional de Vinhos, a Safra 2018 ficou entre as 3 melhores que o Brasil já teve !

Durante a Wine South America de Bento Gonçalves (RS) aconteceu em paralelo a Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2018 que está em sua 26a edição. Um evento único para os amantes do vinho, produtores e profissionais que são premiados e destacados. Em uma única manhã, mais de 1000 apreciadores (quase um exército) degustam juntos 16 amostras selecionadas entre as mais representativas de uma pré-seleção feita por avaliadores profissionais. Trata-se da maior degustação de vinhos de uma safra no mundo. Um evento elegante, bem organizado, com especialistas de renome do vinho nacional e internacional.

Para o Café Viagem e para uma sommelier em formação, foi uma honra participar mais uma vez desse evento ímpar. Aliás, é um encontro tão concorrido que os ingressos, vendidos online, se esgotam em poucos minutos. O evento tem coquetel, degustação de 16 amostras selecionadas e almoço. E ainda: premiações e destaques da comunidade vitivinícola.

Quem estava presente na Avaliação deste ano teve a certeza de que o vinho brasileiro está entrando em uma fase promissora!

Avaliação Nacional de Vinhos Safra 2018

Veja o que Avaliação Nacional de Vinhos 2018 apontou

A qualidade superior da Safra 2018 se confirmou. Está entre as três melhores já registradas no Brasil, dividindo holofotes com as de 2005 e 2012. Antes do evento dia 29/09, a qualidade das amostras foram provadas por 120 enólogos, que degustaram às cegas 344 amostras inscritas por 49 vinícolas. O público de 1000 apreciadores degustou as 16 amostras selecionadas e ficou impressionado com o que foi apresentado. Profissionais do setor apontaram a safra de 2018 como histórica. Verdade seja dita: o tempo colaborou com as videiras e, de quebra, o esforço e conhecimento dos enólogos junto à tecnologia das vinícola ajudaram a proporcionar uma altíssima qualidade.
“O reconhecimento foi unânime e hoje estamos compartilhando com vocês na representação de 16 amostras” – brindou o presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE) – entidade promotora, enólogo Edegar Scortegagna (enólogo chefe da vinícola Luiz Argenta)
Psiu: das amostras degustadas, fiquei muito impressionada com os tannats e os vinhos bases para espumante.

CONFIRA AS 16 AMOSTRAS DEGUSTADAS, VINÍCOLAS E DESCRIÇÃO SENSORIAL DOS COMENTARISTAS


Categoria: Vinho Base para Espumante

1. VINHO BASE ESPUMANTE:

Vinho de aspecto delicado, atraente, límpido e brilhante, com tonalidade rosa salmão e casca de cebola. Nariz de intensidade média, fino, elegante, com notas de frutas brancas como pera, maçã madura, abacaxi, notas de frutas vermelhas frescas como amora, cereja, framboesa e morango, notas de flores brancas e vermelhas, notas vegetais, leve toque de especiarias. No paladar é elegante, equilibrado, untuoso, com boa estrutura e bom volume de boca, notas frutadas como abacaxi e maçã, apresenta frescor com acidez marcante e equilibrada, persistência duradoura.
Domno do Brasil (Garibaldi) – Comentarista: Carlos Abarzúa – Enólogo do Ano 2017 – Brasil

2. VINHO BASE ESPUMANTE:

Vinho de visual límpido, brilhante, amarelo dourado, acobreado e reflexos rosé. Perfil aromático delicado, fino, elegante, de média intensidade, com aroma de frutas brancas, cítricas e tropicais, como limão, abacaxi, ameixa amarela, carambola, pera, maçã verde, melão maduro e pêssego, notas de flores brancas (flor de laranjeira, madressilva). No paladar é elegante, equilibrado, com excelente estrutura e frescor, ataque franco e caráter frutado, acidez presente, corpo médio, retrogosto prazeroso e de persistência duradoura.
Vinícola Geisse (Pinto Bandeira) – Comentarista: Regina Vanderlinde – Presidente da OIV – Brasil

3. VINHO BASE ESPUMANTE:

Visual límpido, cristalino e brilhante, coloração muito bonita, atraente, com leve rosado de tonalidade salmão e casca de cebola.  No nariz fineza e elegância marcam este vinho com toque de flores e frutas cítricas, como abacaxi, acerola, ameixa, cereja, framboesa e maçã verde, também frutas como lichia e lima, com média intensidade aromática. Em boca é complexo, elegante e intenso, com acidez marcante e equilibrada, dando bom frescor ao vinho, presença de taninos agradáveis, notas frutadas, com bom volume e boa persistência.
Vinícola Galvão Bueno (Candiota) – Comentarista: Lúcia Bailetti – Enóloga – Itália

Categoria: Branco Fino Seco Não Aromático

4. RIESLING RENANO:

Com lindo visual, brilhante e límpido, com tonalidade amarelo palha com reflexos esverdeados e dourados.  No nariz é delicado, elegante, fino, presença intensa de frutas como laranja, lima, pomelo e limão siciliano, maçã verde, pera e melão, mamão, banana, marmelo, pêssego e damasco; apresenta também aroma de flores silvestres, flor de laranjeira e jasmim. Na boca é agradável, tem frescor e acidez equilibrada, notas de frutas cítricas, bergamota, com sutil toque mineral, bom volume de boca, retrogosto marcante e boa persistência.
Vinícola Almadén (Santana do Livramento) – Comentarista: Johnny Mazzilli – Jornalista – Brasil

5. CHARDONNAY:

Vinho de excelente visual, brilhante, límpido, amarelo palha com fundo esverdeado. Aroma elegante, de intensidade média, com notas de frutas cítricas e tropicais como abacaxi, banana, lima, maçã verde, pera e pêssego, toque floral discreto de jasmim e rosas, com aromas da madeira, tostado, especiarias e amêndoas. Paladar refrescante, agradável, com ataque doce inicial, com acidez equilibrada, toque frutado, boa estrutura com presença de madeira integrada e elegante, corpo médio, bom volume de boca e persistência média.
Cooperativa Vinícola Aurora (Bento Gonçalves) – Comentarista: Edsandro Arruda – Sommelier – Brasil

6. CHARDONNAY:

Visual de lindo aspecto, brilhante, límpido, tonalidade amarelo palha com reflexos esverdeados. No nariz se apresenta nítido com intensidade alta, notas marcantes de frutas tropicais e cítricas como toranja, abacaxi, maçã verde, pera, melão, goiaba, ameixa branca, pêssego e maracujá, toque floral (flor de laranjeira), e aromas vegetais com ervas de quintal, arruda e broto de tomate. Em boca é intenso e elegante, com acidez equilibrada e vibrante e bom volume, frutado com notas de abacaxi, pera e maracujá, notas vegetais de broto de tomate e arruda, extremamente fresco, com retrogosto agradável que se mantém em boca.
Cooperativa Vinícola Garibaldi (Garibaldi) – Comentarista: Caroline Dani – Biomédica – Brasil

Categoria: Branco Fino Seco Aromático

7. SAUVIGNON BLANC:

Visual brilhante, atrativo, límpido, amarelo com tons esverdeados e lágrimas duradouras. Aroma exótico, fresco, de frutas cítricas, tropicais e maduras, notas de goiaba, pêssego, de flores brancas (jasmim e rosas) e cítricas (flor de laranjeira), notas vegetais como broto de tomate, aspargos, arruda e especiarias verdes.  Apresenta bom volume de boca, é elegante, agradável, equilibrado, com acidez e frescor excelentes, frutado (maracujá, goiaba), retrogosto de qualidade e persistência muito boa.
Vinícola Família Lemos de Almeida (Muitos Capões) – Comentarista: Rodrigo Perez Nambrard – Tonnellerie Seguin Moreau – Chile

8. MOSCATO GIALLO:

Visual límpido e cristalino, amarelo palha com reflexos esverdeados, lindo. No nariz apresenta-se complexo, fino e elegante, uma excelente intensidade aromática floral, como flores de laranjeira, jasmim e rosas, batata doce, mel, frutas de polpa branca, carnosas e maduras, goiaba, mamão papaia, pêssego e ervas de quintal.  Em boca é elegante, com excelente perfil da categoria, harmônico, com frescor e bom volume de boca, acidez equilibrada, retrogosto agradável e excelente persistência.
Hortência Vinhos e Espumantes (Flores da Cunha) – Comentarista: Priscila Silva Esteves – Professora – Brasil

Categoria: Tinto Fino Seco Jovem

9. CABERNET FRANC:

Visual límpido e brilhante, com coloração vermelha rubi de média intensidade e lágrimas marcantes. No nariz é intenso e agradável, com notas de frutas vermelhas maduras, cereja, amora, morango e ameixa, com toque de especiarias, cravo e leve floral. Em boca é agradável e aveludado, com ataque inicial doce, acidez marcante e expressiva, apresentando notas frutadas compatíveis com o aroma e um toque defumado, com taninos macios e elegantes, com corpo médio, bom volume de boca e persistência média.
Vinícola Salton (Bento Gonçalves) – Comentarista: Carlos Cabral de Mello – Consultor de Vinhos – Brasil

Categoria: Tinto Fino Seco

10. MERLOT:

Visual intenso e profundo, com coloração vermelha violácea e reflexos negros. No nariz tem intensidade média, destacam-se as notas de frutas negras maduras e secas, mirtilo e ameixa, notas da madeira, baunilha, especiarias, avelã, cacau, café e tostado, com toque de tabaco e pimenta. Em boca é equilibrado e intenso, com boa acidez e estrutura, corpo médio e bom volume, notas frutadas, ameixa, amora e toque de chocolate, pimenta e tostado, com madeira aparente e bem casada, taninos domáveis e equilibrados, é untuoso, envolvente e persistente.
Vinícola Don Guerino (Alto Feliz) – Comentarista: Dirceu Vianna Jr. – Master of Wine – Inglaterra

11. MERLOT:

Visual intenso, coloração vermelho rubi/violáceo. Aroma intenso e agradável, frutas vermelhas maduras, amora, ameixa, geleia, licor de cassis, caramelo, especiarias, carvalho bem fundido e leve floral. Em boca é equilibrado e envolvente, com acidez média e corpo potente, com notas frutadas e de especiarias, chocolate amargo, pimenta, e forte tostado, com madeira equilibrada, taninos macios, bom volume e persistência.
Rasip Alimentos (Vacaria) – Comentarista: Francine Dion – Diretora do Séléctions Mondiales – Canadá

12. CABERNET FRANC:

Visual intenso, vermelho rubi/violáceo com reflexos negros, com lágrimas espessas e duradouras. Nariz de intensidade alta, com frutas vermelhas e negras maduras (amora, cereja, figo), compota, notas de madeira de qualidade, café, tostado, tabaco, couro, e toque vegetal, ervas secas. Em boca é equilibrado e fino, ataque doce, com boa acidez e muito corpo, notas de jabuticaba, uva passa cassis, especiarias e herbáceo, com madeira equilibrada, os taninos são maduros e presentes, com leve adstringência e persistência longa.
Estabelecimento Vinícola Valmarino (Pinto Bandeira) – Comentarista: Otávio Berwanger – Médico Cardiologista – Brasil

13. CABERNET SAUVIGNON:

Visual brilhante, límpido e intenso, coloração vermelho rubi com tons violáceos. No nariz é elegante e agradável, com aromas de frutas vermelhas, amora, ameixa, notas de especiarias, canela, e aromas da barrica de carvalho, café, cacau, tostado, leve vegetal e mentolado.  Em boca é harmônico, com acidez pronunciada e ótimo volume de boca, bom corpo e estrutura, com notas de  ameixa preta, cereja, geleia, café e leve mentolado, com retrogosto amadeirado, taninos presentes e equilibrados, com  muito potencial e persistência média.
Vinícola Almaúnica (Bento Gonçalves) – Comentarista: Celso Masson – Jornalista – Brasil

14. CABERNET SAUVIGNON:

Visual profundo e intenso, coloração vermelho violáceo com tons negros. No nariz frutas vermelhas e pretas (framboesa, ameixa preta, amora, mirtilo), frutas secas, notas de  especiarias, canela, cravo, caramelo, chocolate branco,  tabaco e tostado, balsâmico e azeitonas pretas, com herbáceo leve. Em boca é doce na entrada, com acidez média e leve adstringência, certo amargor, potente de álcool e com muita estrutura, taninos marcantes e redondos, com notas de compota, figo preto, caramelo e chocolate, vinho untuoso e de bom potencial, com excelente persistência.
Vinícola Miolo (Bento Gonçalves) – Comentarista: Christian Burgos – Publisher – Brasil

15. TANNAT:

Aspecto excelente, brilhante, límpido e intenso, com coloração vermelha rubi com reflexos violáceos. No nariz é agradável e generoso, com frutas vermelhas e negras, ameixa fresca, framboesa, amora e compota, notas de aniz, baunilha, caramelo, café e especiarias (cravo, canela), as notas da madeira são intensas (tostado), com sensação vegetal, leve mentolado e funcho. Na boca é equilibrado e elegante, tem um adocicado inicial, é alcoólico e potente, com bom corpo e acidez, notas de amêndoas, chocolate e especiarias, com taninos macios e agradáveis, é untuoso, volumoso e persistente.
Família Bebber Vinícola (Flores da Cunha) – Comentarista: Nicholas Corfe – Importador Go Brazil – Reino Unido

16. TANNAT:

Visual límpido e intenso, com coloração violácea e reflexos negros. No nariz é intenso, com frutas negras maduras, ameixa preta, mirtilo, geleia e frutas no licor, notas de especiarias, canela, baunilha, cassis, amêndoas torradas, chocolate amargo, café, pimenta preta e tostado. Em boca é encorpado e envolvente, com acidez equilibrada e leve adstringência, álcool elevado e muita estrutura, notas de ameixa seca, compota, especiarias, café e amadeirado, taninos marcantes e intensos, volumoso e persistente.
Casa Valduga Vinhos Finos (Bento Gonçalves) – Comentarista: Pablo Ugarte – Diretor do Catador Awards – Chile

Veja mais dicas da serra gaúcha e vinhos na página Amo Serra Gaúcha do Café Viagem

Avaliação Nacional de Vinhos Safra 2018

Avaliação Nacional de Vinhos Safra 2018 – Foto : Jeferson Soldi

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier em formação pela ABS-RS. Acima de tudo, apaixonada por café da manhã, vinho e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO