Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Os pratos tropeiros da Lapa no Paraná

Tudo começou com um convite inusitado feito pela Cooperativa Paranaense de Turismo (Cooptur) em parceria com o SEBRAE/PR: “desbravar um Paraná que você ainda não conhece”. Os convidados, blogueiros e jornalistas locais e de outros estados do Brasil, partiram de Curitiba para uma aventura intensa de cinco dias pela estrada, sem que fosse preciso se afastar muito da capital. Eu aceitei o convite e participei desta aventura. Este post faz parte da série de um roteiro que percorreu  Lapa, União da Vitória, Prudentópolis, Carambeí, Castrolanda e Witmarsum.

Lapa comida tropeira jpg

Partimos no final da tarde de Curitiba e passamos à noite na Lapa, cidade a 70 km de distância de Curitiba. Apesar do pouco tempo na cidade, as atividades foram diversas. Aprendemos um pouco sobre o tropeirismo e a história do episódio militar denominado “O Cerco da Lapa”, ocorrido em 1894 durante a Revolução Federalista . Participamos de uma serenata pelas ruas do centro preservado e fomos agraciados com um inesquecível espetáculo do Paraná Jazz Meeting no histórico Teatro São João.

Jazz de primeira no histórico Teatro São João

Jazz de primeira no histórico Teatro São João

A  história do tropeirismo está presente no patrimônio arquitetônico da Lapa e na cozinha dos restaurantes locais. As casinhas antigas são um charme. E, à noite, ganham uma iluminação especial.Lapa Parana h

Jantamos no Hotel Tropeiro da Lapa onde “me entreguei” ao bufê de comida tropeira. O ambiente é rústico e simples, mas os pratos são caprichadíssimos. Do cordeiro na brasa ao esplêndido feijão com ovo frito, tudo foi digno de aplausos. Fui apresentada à quirera com costelinha de porco – uma espécie de polenta mole de outro mundo. E ainda, ao torresmo, ao frango ensopado, ao arroz com carne seca e às sobremesas. Aliás, a dica é reservar um espaço para o pudim de leite sem ex-pli-ca-ção!

Quirera, uma delícia!

Quirera com costelinha de porco, uma delícia!

couve com bacon
pudim de leite

Dormimos no Pousada Tropeira (do mesmo proprietário do Hotel Tropeiro). Um hotel simples, quartos sem frescura (os banheiros poderiam ser melhores!), mas acolhedor. Pela manhã, um café da manhã bem farto com geleias e pães caseiros e algumas especialidades locais.

Hotel Da Lapa

café da manhã do Hotel

café da manhã da Pousada Tropeira

Pena que nossa “excursão” partiu cedo para o próximo destino. A vontade era ficar curtindo a rua principal da cidade, em frente ao hotel. Antigamente, esta rua arborizada era o antigo Caminho das Tropas.caminho das tropas2

cafe viagemSAIBAMAIS
LAPA | PARANÁ

Lapa, cidade por volta de 70 km de distância de Curitiba.
POUSADA TROPEIRA : www.pousadatropeira.com.br
HOTEL TROPEIRO DA LAPA  : Rodovia do Xisto (BR 476) Km 60, Lapa, telefones (41) 3622-7476 / 3622-2453. Refeições sob agendamento para grupos. Site: www.tropeirodalapa.com.br
OUTROS LOCAIS PARA COMIDA TÍPICA: Restaurante Lipski (av. Dr. Manoel Pedro, 1855) , Espaço Único (Praça gen. Carneiro, 326) e Casarão (alameda David Carneiro, 307).

Outros post do Roteiro Interior do Paraná:
Witmarsum
Prudentópolis
Carambeí
União da Vitória (em breve)
Castrolanda (em breve)

*Alexandra Aranovich, autora do blog, viajou para o interior do Paraná a convite da Cooperativa de Turismo do Paraná- Cooptur em parceria com o SEBRAE/PR. 

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier em formação pela ABS-RS. Acima de tudo, apaixonada por café da manhã, vinho e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Últimos Comentários
  • Lapa é bem legal, o bom é passar por lá e relembrar toda a história dos Maragatos e Picapaus, da luta de Curitiba contra os Gaúchos muito bom, principalmente eu que sou Gaucha mas moro em Curitiba haha é engraçado mas bem legal sabe… as comidas tipicas são uma maravilha, adoro a comida do Sul

  • Eu amei a Lapa. Visitei recentemente. O post saiu essa semana no http://www.comendochucruteesalsicha.com.br
    Ainda me pergunto como levei a vida toda pat visitar essa cidade tão fofinha! Abraço.

DEIXE SEU COMENTÁRIO