Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Declaro que enriqueci (licitamente) na Suíça

Na semana em que celebridades brasileiras figuraram na lista do #SwissLeaks, aproveito para declarar outro tipo de conta que tenho com a Suíça: a de gratidão. Fazer parte da lista seleta de blogueiros de viagem convidados para participar do #SwissExperience (veja aqui) foi uma das melhores coisas que me aconteceram em 2014. Apesar de ter sido selecionada para descobrir apenas os encantos da região francesa do Lago de Genebra (Lac Léman), acabei indo além e fiz, também, a área central da Suíça (lado alemão nos arredores de Interlaken). E ainda: percorri grande parte dos passeios indicados para quem viaja com crianças. A seguir, alguns destaques do roteiro.

O visual do verão visto do Parque de Schaudau (em frente ao castelo) na cidade de Thun. A região está situada entre os lagos Thun e Brienz, lagos cristalinos, e pelo imponente trio rochoso de Eiger, Mönch e Jungfrau

O visual do verão visto do Parque de Schaudau (em frente ao castelo) na cidade de Thun. A região está situada entre os lagos Thun e Brienz, lagos cristalinos, e pelo imponente trio rochoso de Eiger, Mönch e Jungfrau

Antes de mais nada, é preciso quebrar um paradigma. Suíça sinônimo de inverno, neve, ski? Ledo engano. É em pleno verão em que o país de alto padrão de vida e com quatro idiomas oficiais detém a maior concentração de “uau” por quilômetro percorrido. Lagos cristalinos entre os famosos Alpes viram praias e palco para esportes aquáticos e passeios de barco. Renasce o colorido das flores em vilarejos e janelas dos chalés. A energia dos parques públicos e das caminhadas nas montanhas ao lado das vaquinhas pastando ao som do sino no pescoço é contagiante. E mesmo na estação mais quente do ano é possível ver a neve no topo da montanha de Jungfraujoch.

Em pleno verão, a neve em Jungfraujoch

Em pleno verão, a neve em Jungfraujoch

Em outra montanha menor, a de Harder Kulm em Interlaken

Em outra montanha menor, a de Harder Kulm em Interlaken

Se o verão é o tempo ideal para turistar com filhos a tiracolo, o transporte é outro facilitador durante o ano inteiro na Suíça. Celebrado por suas rotas de trem e barco, o país oferece ao turista a compra de um bilhete único de transporte (inclusive o público) e com descontos em vários museus. Trata-se do Swiss Pass, mão na roda para fazer bate-voltas ilimitados ou cruzar o país. Crianças de até 16 anos viajam gratuitamente em companhia de um dos pais que tenham a modalidade Swiss Family Card. Os trens possuem restaurantes e até vagão com área kids.

Swiss-Experience-copy

Afora as emoções dos Alpes e passeios de trem e barcos, aponto quatro programas que considerei perfeitos para fazer em família. Na elegante Lausanne (vizinha de Genebra), o Museu Olímpico sensibiliza. Foi recentemente remodelado e apresenta a trajetória dos jogos finalizando com uma plaquinha na saída que diz “nos vemos no Rio 2016”. Próximo, no vilarejo de Broc, o museu do chocolate da Casa Cailler (da suíça Nestlé) é o paraíso de chocólatras. O tour se encerra em uma sala de degustação dos riquíssimos bombons. Para deixar o passeio ainda mais lúdico, a dica é pegar o trem panorâmico do GoldenPass (Trem do Chocolate) que parte de Montreux até a vila medieval de Gruyère e, após, para a Casa Cailler em Broc.

O emocionante Museu Olímpico de Lausanne

O emocionante Museu Olímpico de Lausanne

all you can eat - a sala de degustação na visita da Cailler

all you can eat – a sala de degustação na visita da Cailler

Se os pais forem arquitetos ou apreciam detalhes históricos e autênticos, Ballenberg (próximo de Interlaken) é o destino. Mais do que um museu, o local é um parque ao ar livre que mostra fielmente como a Suíça costumava ser, recriando a vida rural do país no século XVIII. O visitante pode tocar, comer e explorar a “experiência de antigamente”. É incrível! Para completar o roteiro family friendly, não foi dessa fez, mas fiquei com gostinho de conhecer o Museu do Transporte de Lucerna – considerada a “Disney da Suíça”.

A experiência da Suíça de antigamente em Ballenberg

A experiência da Suíça de antigamente em Ballenberg

Resumir a experiência em tão poucas linhas é como sonegar informações preciosas. Não sou cliente do HSBC, mas posso afirmar que enriqueci muito por lá. Meu único crime foi não ter levado marido e filhos, pois o convite era individual. Essa conta com a família, fiquei com saldo devedor. Mas um dia ainda embarcamos juntinhos de mochila para a Europa!

meu companheirinho suíço na cidade de Thun, meu primo Artur

meu companheirinho suíço na cidade de Thun, meu primo Artur.

⇒ CONHEÇA TODA A SÉRIE SWISS EXPERIENCE NO CAFÉ VIAGEM  ⇐

Genebra
 | Carouge |  Lausanne | Interlaken | Jungfraujoch |  Zurique |  Lavaux | Montreux
Roteiro Pré-Alpes Fribourg: Trem do Chocolate + Gruyère + Broc + Charmey

Voando de econômica com a Swiss Internacional Air Lines 

Voando de executiva com a  Swiss Internacional Air Lines
A facilidade de viajar pela Suíça com o SWISS PASS

Emoções de um Verão na Suíça

Sobre a  SWISS Experience, leia aqui.
O Roteiro completo de 7 dias pela Suíça francesa

unnamed-1
SAIBA
MAIS

*O texto acima foi adaptado da minha coluna no Caderno Vida do Jornal Zero Hora do dia 28/03/2015. 
Alexandra Aranovich
– autora do Café Viagem, escreve mensalmente no Jornal Zero Hora  (Caderno Vida de sábado) um coluna sobre programas de lazer com filhos.
–> Leia aqui todas as colunas

SWISS experience

PESQUISE

Aluguel de carro na Suíça : site que indica as melhores tarifas entre as empresas
Hotéis sugeridos na Suíça  : fotos, avaliações, tarifas e reservas!


*Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem, viajou para a Suíça a convite da Swiss International Air Lines com o apoio da Switzerland Tourism no projeto  SWISS Experience.  O roteiro de Interlaken foi um convite à parte da Interlaken Tourism e Jungfrau Railway. Agradeço imensamente a oportunidade!

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier em formação pela ABS-RS. Acima de tudo, apaixonada por café da manhã, vinho e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO