Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Dicas de Bolonha – impossível não se apaixonar!

(post atualizado em abril de 2018) Procurando dicas de Bolonha (ou Bologna)? Bolonha é a capital de Emilia Romagna (em português, Emília-Romanha), localizada a apenas 80 km de Florença. Sua posição é estratégica no mapa, afinal está próxima de trem de Milão, Roma, Veneza e, principalmente, de cidades imperdíveis da própria região de Emilia Romagna, como Parma e Modena. Tem muito turista brasileiro que passa reto por Bolonha. Outros, dedicam algumas horinhas. Se eu fosse você, passava no mínimo dois dias.

Explico: Bolonha é uma cidade fácil de se achar, de se encantar. Fácil de percorrer a pé suas principais atrações e, o melhor, de comer bem sem cair em armadilhas turísticas, basta entrar em qualquer osteria próxima do quarteirão histórico ou universitário.

BOLONHA ITALIA

Informações turísticas em Bolonha

Aliás, é bem nessa área central, na Piazza Maggiore, que você deve iniciar o seu roteiro procurando o completíssimo centro de informações turísticas, o Bologna Welcome (Piazza Maggiore, 1/e – www.bolognawelcome.com). Após se abastecer de mapas e folhetos, estude o seu itinerário curtindo la dolce vita.

Bolonha Cafe Viagem

Bologna Cafe Viagem

Bologna Welcome - centro turístico de informações: o ponto de partida!

Bologna Welcome – centro turístico de informações: o ponto de partida!

Onde ficar em Bolonha

Prefira os HOTÉIS LOCALIZADOS NO CENTRO HISTÓRICO , próximos a Piazza Maggiori ou no quadrilátero universitário.
Indicamos o  Hotel Internazionale  B&B Angelica para uma opção mais econômica e o Best Western Hotel San Donato

Veja aqui mais opções e ofertas de hotéis no BOOKING com a facilidade de cancelamento gratuito na maioria dos quartos!

 

O Antigo e o Novo em Bolonha

Um dos aspectos que mais me surpreendeu em Bolonha foi a harmonia entre o antigo e o novo, o jovem e o velho. A cidade tem história, arte, música, arquitetura, culinária e cultura. Mas também tem vida noturna, bares lotados no happy hour e muita vibração contagiante pelas ruas. Grande parte dessa energia se deve ao fato de ser uma cidade universitária. Abre parênteses: Bolonha é o lar da mais antiga universidade ocidental ainda em funcionamento.

universitários na Piazza Verdi - o espaço público de encontros e atividades dos estudantes

universitários na Piazza Verdi – o espaço público de encontros e atividades dos estudantes

Movimentação jovem pelas ruas de Bologna à noite

pelas ruas de Bologna à noite

Os Pórticos de Bolonha

De paisagens alaranjadas, ruas estreitas, monumentos e torres, a cidade se revela cosmopolita e alegre. Nada mais gostoso do que passar horas caminhando sem destino por seus quase 40 km de pórticos extensos e elegantes. Dizem que em dia de chuva é possível caminhar pela cidade sem se molhar. Bravo!

caminhar pelos pórticos de Bologna: um dos melhores programas!

caminhar pelos pórticos de Bologna: um dos melhores programas!

porticos de bologna

A gastronomia de Bolonha

Outro ponto apaixonante de Bologna é a sua fartura gastronômica . Conhecida como a terra do ragù alla bolognese, é fácil encontrar um restaurante autêntico e uma loja de especialidades culinárias em cada esquina. Nada como percorrer o roteiro de osterias típicas ou dar um pulinho nos estabelecimentos comerciais do quadrilátero histórico, onde estão situadas as antigas casas de massas, cafés, salumerias, enotecas, queijarias, entre outras tantas iguarias locais que nos deixam com água na boca. Atrás da famosa Piazza Maggiore, esconde-se um mercado antigo e pulsante. 

LEIA AQUI O POST ONDE COMER EM BOLONHA

Bologna via pescherie (1)

Trata-se da Via Pescherie Vecchie – anote esse endereço e percorra seus arredores. O novo e o velho também estão presentes por lá. Próximo à clássica salumeria e wine bar Tamburini, (Via Caprarie, 1 ) está localizada a famosa e atual megaloja gourmet Eataly (Via Degli Orefici, 19), que tem o seu endereço nessa região desde 2008 (antes mesmo de abrir um Eataly em NY em 2010).

Bologna Via Pescherie

Eataly Bologna
Poucos visitantes sabem, mas Bolonha tem o seu lado Veneza. Uma janelinha mágica e secreta sobre o pórticos na Via Piella 18 revela uma paisagem do passado, quando ainda existia uma rede de canais que fornecia energia. A dica, depois de curtir o belo cenário, é fazer uma refeição na Trattoria Serghei (Via Piella, 12) ou uma degustação especial de vinhos da região na Enoteca Italiana (Via Marsala 2/B)- dois endereços especiais pelos arredores da mini Veneza de Bologna.

O lado Veneza de Bologna se esconde em uma janelinha na Via Capo di Lucca

O lado Veneza de Bologna se esconde em uma janelinha na via Piella (quase esquina com a via Capo di Lucca)

Atrações em Bolonha

Outra relíquia do passado, está no subterrâneo da Salaborsa (entrada da Piazza Nettuno): escavações e vestígios de civilizações antigas.

Salaborsa

Uma curiosidade: os moradores não se localizam em Bologna pelo bairro e, sim, pelas “Portas”. As “Portas” são o que restaram das antigas muralhas entre os séculos XII e XIII. Cada porta tem o seu nome. As mais centrais e populares são: Porta Castiglione  e a Porta Galliera.

Porta Galliera ao final da via dell'Indipendenza (o trajeto segue até o centro histórico da cidade)

Porta Galliera ao final da via dell’Indipendenza (o trajeto segue até o centro histórico da cidade)

Minha história com Bolonha

Eu e meu marido chegamos em Bolonha de carro e, após deixá-lo na locadora, fomos caminhando até a nossa “portinha particular” – que não faz parte de nenhuma das portas das muralhas antigas. Nosso apartamento ficava na Via Capo di Lucca 1/Bendereço mais do que especial durante sete dias em Bolonha (qualquer hotel por essas bandas é uma ótima localização). E tem mais posts no blog com dicas de passeios, comidinhas, sorvetes e de coisas que nos fizeram repetir e repetir a mesma frase em italiano: Mi piace Bologna! 

Porta de entrada do apartamento do Blog Ville e torres de Bologna

Porta de entrada do apartamento do Blog Ville (nossa casinha em Bologna) e torres símbolos de Bologna ao fundo

Saiba mais sobre Bolonha

-Em 510 a.C. era uma cidade Etrusca.
-O símbolo da cidade são suas duas torres: a Torre Asinelli, (construída entre 1109 e 1119) e a Torre Garisenda (do século 12).
– Foi nomeada pela UNESCO como Cidade da Música ( Bologna  respira música!!).
-Já sofreu com bombardeios II Guerra Mundial e com os efeitos de terremotos.
-Aos sábados, a principal avenida, a Via Indipendenza, só abre para trânsito de pedestres. É comum ver muita gente caminhando, comprando e  se exercitando por lá.
-Não confundir Bologna com espaguete à bolonhesa. Não cometa esse erro. É a terra do tagliatelle à bolonhesa – massa mais grossa e larga do que o espaguete.

CafeViagem Bologna

Veja + Dicas de Bolonha no blog :

Roteiro de Bicicleta em Bolonha 

Onde comer em Bolonha  – dicas de restaurantes e bares para passar bem  

Experiência em aula de culinária em Bolonha

Osteria Dell’ Orsa – refeição imperdível em Bolonha

Osteria del Sole

Capela-bar – para drinks em ambiente descolado 

Pizza de Napolli em Bolonha – bom , barato e gigante   

Wine Bar em Bolonha

Restaurante Donatello, um centenário de Bolonha 

Trattoria da Mamma – uma típica trattoria em Bolonha  

Gelatos em Bolonhoa – onde provar


SAIBA MAIS

BOLOGNA | EMILIA ROMAGNA
ITÁLIA

POST ÍNDICE DE EMILIA ROMAGNA .
Todas as dicas e roteiros de Bolonha, Parma, Modena e Montese

Centro de informações turísticas: Bologna Welcome na Piazza Maggiore. Das 9h às 19h. (mapas, informações turísticas, walk tours e ingressos para o tour de ônibus  (13 euros por pessoa e de graça para crianças até 12 anos). Site: www.bolognawelcome.com

Estação de Trem – Bologna Centrale – Piazza Medaglia d´Oro.
Partindo de Milão – Milano Centrale (210 km).
Partindo de Roma – Roma Termini (380 km).
PS: a gente chegou de carro, vindo de Cinque Terre Liguria!!!

•Principais pontos turísticos:

Piazza Maggiore, Palazzo Comunale, Torre Asinelli e Garisenda, Piazza del Nettuno e Fontana di Nettuno, Basílica de São Petrônio, Catedral de San Pietro, Canale delle Moline, Palazzo dell’Archiginnasio, Via Pescherie, Biblioteca Salaborsa, Museu Cívico Arqueológico, MAMbo, Piazza Verdi (praça dos estudantes), Teatro Comunale.

•Ruas de compras:

Via Pescherie (compras gourmets!), Via Farini (da luxuosa Galeria Cavour), Via Ugo Bassi, Via Indipendenza (várias marcas internacionais) e Via San Felice.

•Quando é melhor ir:

comenta-se que o único período que não se deve visitar Bologna é no verão, quando o calor é excessivo e algumas lojas e restaurantes fecham. Estivemos no início de maio e o tempo estava perfeito: nem muito quente, nem muito frio – ideal para caminhas pelas ruas, bike nos parques e muito sorvete italiano!

•Onde ficar em Bologna: HOTÉIS

prefira os hotéis localizados no centro histórico – próximos a Piazza Maggiori ou ao quadrilátero universitário.
Veja aqui algumas ofertas e hotéis indicados no Booking.

•Dica de guia local:

se precisar de um guia profissional que fala um pouco de português (italiano que morou um tempo no Brasil), mas entende tudo da história da região e ainda é guia com foco em turismo ambiental, acompanhando turistas em trajetos de bike pelos  montes apeninos e na Toscana, entre em contato com: Marcello Amadori [email protected] – é o cara!

EMILIA-ROMAGNA-BLOG-VILLE

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Últimos Comentários
  • Oi, Alê. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

    • Ueba, Natalie!! Que bom, fiz este post com tanto carinho. A viagem foi especial. Obrigada. Vou compartilhar!
      Beijos
      Ale

  • Brava Alexandra, complementi.
    Seu post está completíssimo, resumido e perfeito para levar na viagem.
    Quando fui turistar em Bologna em 2011 não encontrei muitas fontes complestas em Português e confesso que meu dia por lá foi até bem “fraquinho”. No entanto seu post me fez pensar em voltar à cidade novamente este ano.
    bjs
    Dani Bispo

    • Oi Dani

      Muito obrigada, mas nada como andar com locais para descobrir uns cantinhos especiais. Acho que foi isso. Nossa localização do apartamento era muito boa. Quanto mais próximo da área universitária, mais legal de curtir tudo caminhando.
      BEIJOS
      Ale

  • Alexandra
    Realmente, impossível não se apaixonar… mas isso só pra quem consegue conhecer Bologna de verdade, coisa que muito pouca gente faz (pena!) A Itália é toda muito linda e especial, e Bologna… mais linda e mais especial ainda! Adorei teu post! Parabéns!

      • Verdadade, Alexandra. Já degustei a Emilia Romagna… Morei e estudei em Bologna por mais de um ano (então podes ter certeza de que minha avaliação do teu post não foi só passional, mas também “técnica”. Eu conheço bem a cidade). Depois foi a vez de Roma: passamos um mês “morando” lá, eu, marido e filhas, em um apartamento num bairro encantador. Então digamos que dá pra riscar o Lazio da lista. Agora me falta só mais 18 regiões pra degustar sem pressa… Acho que preciso me aposentar logo!! :o) Abraços!

  • Oi, Alexandra,
    Pesquisando sobre Bologna no VnV, encontrei seu post e, de lá, seu blog.
    Adorei! Super didático!! Parabéns!

    Gostaria da sua ajuda, já q esteve na região. Estarei em Florença de 7 a 10/outubro e, alguns dias depois, pegamos o vôo em Milão. Qdo olhei no mapa, vi q no caminho entre Flr e Mil, há Bologna e Parma. Como ñ conheço, achei uma boa oportunidade. Estava pensando em ir parando pelo caminho, tipo 2 dias em cada lugar, mas agora q li o seu post, estou pensando se ñ seria melhor fazer Bologna como base p/fazer um bate e volta de trem p/os outros locais. Mas tb podemos alugar carro(somos um casal). Se as cidades forem pequenas, gostamos de fazer tudo a pé, ou de bike. Nós somos praticantes de mountain bike, então qdo li o seu post dos Apeninos, fiquei doida. Só q no site ñ há infos sobre tours de bike. Já mandei msg p/o Marcelo no FB.

    Bem, então, minhas perguntas p/vc são:
    1) qto tempo nessa região? Acho q ñ terei 8 dias, talvez 6, se dispensar Milão, onde já estive uma vez. Já q o vôo sai de lá, será q ñ vale a pena ficar pelo menos umas 2 nts? Essa é a info + importante no momento pq tenho q emitir o tkt Porto/Milão/Porto o qto antes.
    2) vc acha legal fazer base em Bologna, ou melhor ir parando nas cidades?
    3) melhor carro ou trem?

    Desde já, mto obrigada pela atenção,
    Lu

    • Oi Lu
      Primeiramente, obrigada!!!!
      Vamos ver se consigo ajudar.

      1) qto tempo.. 6 dias nessa região está ótimo. Eu fiz tudo o que tu viu no blog em 6 dias e meio (Bologna, Modena, Parma e Apeninos). E se você já fez Milão, minha opinião pessoal é que não deveria sim fazer só Emilia Romagna.

      2) Esta pergunta já é mais difícil. Eu fiz Bologna de base pq estava num apartamento. Achei perfeito. Tudo muito próximo de trem. E como Bologna é uma cidade universitária eu adorava estar à noite por lá, curtindo os bares e restaurantes. Mega tranquilo pegar o trem de Bologna para Parma, Modena e, um pouco mais complicado para os Montes Apeninos (são trens regionais, precisa trocar uma vez e pegar um carro). Essa foi a minha experiência, mas acho que deve ser legal também dormir nas cidades se vc tiver ofertas boas de hospedagem bem localizadas.

      3) trem ou carro? Tb depende. O trem facilita. E Parma e Modena tem bicicletas para alugar logo na estação de trem. Contudo, se você quiser ir ao interior, lugares pitorescos – como Osteria de Rubiara do Aceto Balsamico, lugares que fazem o presunto de parma, o queijo, etc, – é melhor estar de carro.

      Segue o contato do dono da empresa de turismo de bike por lá e que virou meu amigo no facebook depois do post… https://www.facebook.com/riccardo.solmi.7
      O do guia Marcelo Amadori tu tens, certo?
      https://www.facebook.com/marcello.amadori.16

      beijos grandes e boa viagem
      Alexadnra

  • Mais um detalhe: vc foi a Ferrara?

    • Ah, Não fui a Ferrara! Mas recomendo muito Modena. É MARAVILHOSA. Em 1 dia dá pra visitar a cidade
      bjs
      Ale

  • Oi, Ale, melhor ir parando em cada cidade ou fazer base em Bologna? Carro ou trem? Bjs, Lu

  • Agora li! Super obrigada, Ale!

    Já mandei e-mail p/o Marcello. Ñ tinha o site do Ricardo. Vou entrar em contato.
    Qto ao trem ou carro, foi ótima a sua dica. Tenho q pensar tb nas entradas e saídas das cidades, q podem ser confusas. A grande vantagem do trem c/base num lugar só é ñ ficar arrastando mala, mas o carro dá + flexibilidade. Vou analisar c/calma.

    Se tiver outras dúvidas q ñ estejam no blog, posto um comentário por aqui.
    Bjs,
    Lu

  • Ale, vc tem o e-mail do Riccardo Solmi?
    É q mandei msg pelo FB, mas como ñ sou amiga dele, ñ sei se vai ler…
    Bjs,
    Lu

  • Oi, Ale,
    O Riccardo já me respondeu pelo FB.
    Thks!

  • Bom dia!!! Adorei suas informações sobre Bologna. Minha filha ficará hospedada em Bologna em janeiro de 2015 por 25 dias. Ela gostaria de conhecer mais algum país fora a Itália, será que vc poderia nos dar dicas para ela aproveitar melhor o passeio? Aguardo suas dicas. Obrigada. Claudia

  • Não tem com não se encantar pela Itália… Estive lá em set/2014. Registrei alguns momentos da minha viagem aqui: http://www.liveforexperiences.blogspot.com.br
    Não estive em Bologna mas espero conhecer em breve! Valeu pelas dicas!

  • Olá Alexandra! Parabéns pelo blog! Estou amando seu trabalho. Você acha que seria possível este circuito Bolonha-Modena-Parma sem falar italiano? Inclusive visita à fabricação de queijo? Desde já, muito obrigada. Angélica.

  • Ola! Adorei o blog. Vc tem dicas de pubs e noite em bologna??

  • Excelente post Alexandra! Estou indo a Bolonha em agosto e deverá ser bem quente, então te pergunto se encontrarei água em fontes espalhadas pela cidade como em Roma. Abraço!

  • Alguma dica de hospedagem no campo próximo a Bolonha?

    • Oi Dario

      Eu indico os hotéis localizados no centro histórico – próximos a Piazza Maggiori ou ao quadrilátero universitário. Qual a média de preço vc procura para que eu indique alguns?

      Abs
      Alexandra

  • Ola Alexandra, que lindo blog, estou encantada!
    Irei pra Europa em junho e pretendo fazer de Bologna uma base para passeios em Veneza, Verona, Imola e San Marino. VC tem alguma dica de quantos dias, eu tinha pensado em 5, mas estou vendo que tem muita coisa boa em Bologna, além do ragu claro, rs. VC acha tranquilo para eu sozinha me virar por lá só com inglês? E fazer os bate-voltas? Obrigada!

    • Oi Janaina
      Obrigada pelo carinho. Eu acho 5 dicas um pouco. No mínimo reserve 2 para andar por Bologna e seus incríveis bares e restaurantes. E , se tiveres vontade (eu recomendo) 1 dia para Parma ou Modena (ou os dois). Sim, é bem tranquilo. Há muitos jovens que falam inglês, mas os mais velhos (em locais mais tradicionais) não falam ingles.
      Beijos e não deixa de dar uma olhada no post índice de Emilia Romagna>> https://www.cafeviagem.com/turismo-em-emilia-romagna-dicas/
      Alexandra

  • Oi Alexandra, pensei bem e resolvi ficar 7 dias. Quero dar uma passada no Museu da Ferrari em Modena (infelizmente sem acelerar na máquina $$$$). Queria te perguntar o que vc sabe sobre almoçar no refeitório da Universidade de Bologna (http://www.unibo.it/en/services-and-opportunities/study-grants-and-subsidies/university-canteens-places-to-eat-and-discounted-catering-services-in-bologna) eu vi em um guia que os preços são baixos e não é preciso ser estudante, mas nao achei nada no google sobre não estudantes indo lá…
    Outra coisa, é possível fazer passeios a vinícolas da região?
    Obrigada muito obrigada!

  • Alexandra, ótimas dicas sobre a região. Não conheço a Italia ainda mas já li tanto para passar para meus clientes e aqui você deixou bem explicadinho.

  • Olá Alexandra, adorei seu blog, Parabéns!! Estou planejando minha viagem pra Itália com meu namorado e minha sogra e provavelmente iremos em Setembro. Quero fazer de Bolonha nossa base para passear em Veneza, Parma e região. Pensei em separar uns 4 dias. Fiz umas simulações de gasto com trem e a princípio ficou bem mais em conta alugar carro para fazer os passeios, tirando Veneza. Minha dúvida é em qual região ficar e se é fácil se locomover e estacionar por lá.

    Espero que possa me ajudar!!
    Beijos

  • Oi Alexandra, sigo seu blog Cafe Viagem e estou indo a Bologna e gostaria se possivel vc me informasse se o apto em que vc ficou é do Airbnb e se me passaria o endereço.
    Obrigada, Marise

  • Ola Alexandra, tudo bem?

    tenho 5 noites e pretendo dividi-las entre bolonha e verona. O que Voce recomenda 3 noites em bolonha e 2 verona ou ao contrario?

    obrigado

  • Oi, Alexandra! Adorei seu post!!!Minha filha vai fazer intercâmbio e estudar na universidade de Bolonha por 6 meses, a partir de setembro. Dividirá apartamento com 3 amigas. Estou colecionando dicas, mas sinceramente as suas são as melhores que encontrei!Você teria dica de aluguel de apartamento, de preferência de 3 quartos? Ouvi dizer que deve ser visto com muita antecedência porque as boas opções esgotam rapidamente, mas para se tomar cuidado com o contrato. Se tiver dica de local barato para alimentação, será bem-vinda também!

DEIXE SEU COMENTÁRIO