Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Espumante 130 Blanc de Blanc Valduga entre os melhores do mundo

Espumante 130 Blanc de Blanc Casa Valduga eleito melhor espumante do mundo em concurso internacional

“Espumante brasileiro entre os melhores do mundo em concurso na França”. Pois esta notícia deixou muita gente de queixo caído e surpreso. Afinal, o concurso é o Vinalies Internacionale realizado em Paris, na França (país do coroado Champagne!). No entanto, para quem vem acompanhando e degustando os espumantes brasileiros, este prêmio não é uma surpresa. É, na verdade, a certeza de que nossos espumantes estão mesmo entre os melhores do mundo! A qualidade da bebida vem evoluindo e muitos rótulos nacionais se destacam em várias premiações. como esta na França, conquista inédita do icônico 130 Blanc de Blanc da Casa Valduga, vinícola do Vale dos Vinhedos na serra gaúcha.

 

 


Leia também: 

Atrações da vinícola Casa Valduga no Vale dos Vinhedos

Concurso Espumantes Brasileiros – conheça a lista dos melhores

Espumantes Valduga no Guia Descorchados 2020

Espumante 130 Blanc de Blanc Valduga

espumantes Casa Valduga – foto site Valduga

Espumante Brasileiro entre os melhores do mundo: 130 Blanc de Blanc Valduga Brut

Pela primeira vez na história, um rótulo brasileiro recebe o título de melhor espumante do mundo em concurso vitivinícola. O 130 Blanc de Blanc, um dos espumantes mais elogiados da vinícola Casa Valduga fez história na 26ª edição do Vinalies Internacionales. O evento reuniu 130 jurados especializados, de 40 nacionalidades, para degustar às cegas, analisar e avaliar cerca de três mil amostras de vinhos. 

O espumante brasileiro entre os melhores do mundo – o 130 Blanc de Blanc –  é elaborado desde 2005, em homenagem aos 130 anos da imigração italiana no Brasil. É um Brut 100% Chardonnay (por isso Blanc de Blanc), com safras especiais, através do método tradicional (ou champenoise, todo utilizado em Champagne na França onde a segunda fermentação é na garrafa). Tive a chance de degustá-lo pela primeira vez em uma visita à Valduga em setembro de 2019. Fiquei impressionada com o 130 Blanc de Blanc, cremosidade, elegância, delicado e frescante. Um espumante de respeito!

Degustando ícones da Casa Valduga

Na ocasião, fomos apresentados também a um lançamento da vinícola, o vinho Era Chardonnay sem a adição de SO2. Ao todo, degustamos 5 rótulos ícones da vinícola: o Era Chardonnay, o Sur Lie Valduga, o 130 Blanc de Blanc, o Identidade corte 2013 e o Gran Villa Lobos Cabernet Sauvignon 2006. O enólogo fez uma experiência muito legal pois degustamos e avaliamos juntos o Sur Lie (que amo e tem um excelente custo-benefício) com o 130 Blanc de Blanc. Recomendo a experiência.

icons Casa Valduga

degustando ícones da Casa Valduga, entre eles o eleito melhor espumante do mundo em 2020 na França

Espumantes da Ponto Nero também ganham medalha de outro e prata

Além do espumante 130 Blanc de Blanc Valduga, o Grupo Famiglia Valduga também inscreveu no Vinalies Internacionales rótulos de sua outra marca, a Ponto Nero. Os espumantes Ponto Nero (elaborados em método chamar) também tiveram rótulos premiados, com medalhas de ouro e prata. Com medalha de ouro, o espumante Ponto Nero Icon foi classificado entre os melhores do mundo. Já os espumantes Ponto Nero Cult Brut e Ponto Nero Cult Brut Rosé conquistaram medalha de prata

Espumante Brasileiro entre os melhores do mundo

sala de degustação dos ícones da Casa Valduga

DESTAQUES DA VALDUGA E PONTO NERO  NO GUIA DESCORCHADOS 2020

  • Sur Lie Nature Casa Valduga ( 94 pontos) “Melhor Espumante Método Tradicional” e “Melhor Nature”. 
  • Casa Valduga Chardonnay ERA (92 pontos) – “Vinho Revelação” e “Melhor Branco”
  • Ponto Nero Icon (92 pontos) –  categorias: “Melhor Espumante Charmat da América do Sul”, “Melhor BRUT” e “Vinho Revelação”
  • Cult Brut Ponto Nero (90 pontos) – categoria “Melhores Espumantes Método Charmat”
  • Ponto Nero Cult Brut Rosé (90 pontos) – categoria “Melhores Espumantes Método Charmat

Sobre o Grupo Famiglia Valduga

Fazem parte do Grupo Famiglia Valduga as seguintes empresas: Casa Valduga, Domno (que elaboradora dos espumantes Ponto Nero e é importadora de vinhos finos), Cervejaria Leopoldina, Vinotage Cosméticos e Casa da Madeira. A Vinícola Casa Valduga está entre as dez maiores elaboradoras de espumantes e vinhos do País – e que conta com a maior cave de espumantes da América Latina. A sede do Grupo fica em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos.

A vinícola Valduga é familiar e existe há mais de 140 anos na serra gaúcha. Fundada por imigrantes italianos que chegaram nessa região em 1875. Atualmente no comando da Valduga, está terceira geração da família. A princípio, é uma das primeiras vinícolas a se destacar no enoturismo do Vale dos Vinhedos. Daniel Dalla Vale é o  diretor técnico de Enologia do Grupo Famiglia Valduga.

+ Video da visita e aula na Vinícola Valduga

Espumante 130 Blanc de Blanc Valduga

Onde comprar e quanto custa o Espumante130 Blanc de Blanc Valduga

Lojas e sites (incluindo o da própria Valduga) vendem o espumante. No entanto, após a grande conquista, o espumante sumiu das prateleiras e até da loja virtual da Valduga. A informação que recebi é que  já tem pré-venda e a previsão é que chegue em agosto de 2020 de volta às lojas. Só não sei a que preço. Comprei uma garrafa em Porto Alegre na Banca 43 do Mercado Público por R$ 149 no início de junho. Mas já vi em lojas online por R$ 119 e em lojas físicas por R$ 229.  O jeito é pesquisar! O espumante da  Valduga já está colhendo os louros da fama e sumindo das prateleiras!


SAIBA MAIS

VINÍCOLA CASA VALDUGA

Via Trento, 2355 Linha Leopoldina, Vale dos Vinhedos

Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul (serra gaúcha)
Brasil
SITE:  www.casavalduga.com.br
–> Post no Café Viagem sobre visita Vinícola Casa Valduga 
Contato e informações: 
(54) 2105.3154 ou cursos@casavalduga.com.br
Horário: segunda a sábado das 9h30 às 18h. Domingos e feriados, das 9h30 às 17h
Visitas guiadas:
segunda a sábado
09h30, 10h30, 11h30, 13h30, 14h30, 15h30 e 16h30.
Domingos e feriados:
9h30, 10h30, 11h30, 13h30, 14h30 e 15h30

 

+ Dicas de Vinhos Brasileiros e Vinícolas no Café Viagem

Vinhos da Campanha Gaúcha, a nova Indicação Geográfica do Brasil

Degustando o primeiro vinho brasileiro safra 2020: Wild Gamay Miolo

Vinhos da Quarentena – degustando viagens guardadas na adega

Influenciadores dão 5 dicas de vinho até R$ 50 para quarentena

Os vinhos e espumantes brasileiros no Guia Descorchados 2020

O que fazer em Pinto Bandeira – o terroir do espumante brasileiro

Os vinhos brasileiros Safra 2019 na Avaliação Nacional

Eu, comentarista na Avaliação Nacional de Vinhos Safra 2019 – que honra!

Como fiz mais de 15 países em 8 meses: bebendo vinho

Aurora Millesime Cabernet Sauvignon 2017 

Vale do Rio São Francisco – visita Terranova Miolo

Top 8 vinícolas para visitar em Santa Catarina

Post índice Bento Gonçalves e Garibaldi na Serra Gaúcha

Avaliação Nacional de Vinhos Safra 2019

Conhecendo o vinho da uva Goethe de Urussanga, Santa Catarina

Vapor do Vinho – o grande atração do Vale do Rio São Francisco

Roteiro de Vinho na Fronteira da Campanha Gaúcha 

 Vale dos Vinhedos de carro – 2 dias dicas de vinícolas, restaurantes e hospedagem

VERÃO: 10 atrações imperdíveis da Festa da Vindima de Bento Gonçalves

Cave Geisse – a rainha dos espumantes

Pizzato Vinhas e Vinhos 

Vinícola Salton 

Viníhos Cristófoli   

Vinícola Cainelli 

Vinícola Peterlongo – a evolução da pioneira do espumante brasileiro

Estrelas do Brasil – vinícola com vista única para o Vale Aurora

Dal Pizzol

Vinhos Vaccaro – na Estrada do Sabor

Vinícola Luiz Argenta em Flores da Cunha 

Vinhos Frei Fabiano em Vila Flores, Serra Gaúcha

Visita à Cooperativa Vinícola Aurora – patrimônio da colonização italiana

Visita à vinícola Don Guerino – novo complexo de enoturismo na serra gaúcha

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO