Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Minas do Camaquã – descobrindo um fim de semana de ouro no RS

Juliana Jung é colaboradora do Café Viagem, ainda mais quando o assunto envolve viagem em família, SUP e aventuras. O passeio em Minas do Camaquã no Rio Grande do Sul foi uma grande descoberta dela, do Jairo e o filho Gui.  Adorei!  Na próxima, vou junto ceeeerto.

*Texto Juliana Jung e Fotos Jairo Pereira

Em agosto fomos conhecer um paraíso no Rio Grande do Sul chamado MINAS DO CAMAQUÃ. Tão perto de Porto Alegre e tão inexplicavelmente desconhecido. Trata se de uma cidade a 70km de Caçapava do Sul, cerca de 3h e meia a 4 horas de Porto Alegre. Muito pequena, quase deserta desde que a exploração de cobre parou em 1996.

Minas do Camaqua Jairo
Minas do Camaqua 1

O local surgiu em 1865 quando foram descobertas as primeiras jazidas de cobre. Contudo, só virou mesmo uma cidade (com cinema, igreja, escola e tudo mais) quando o famoso playboy, Francisco Pignatari (1917- 1977), resolveu investir por lá e ganhar fortunas, tendo mais de 5 mil moradores. Quando a mina foi desativada (por volta de 1989), muita gente abandonou o local e a cidade ficou conhecida como “cidade fantasma”. Atualmente 450 famílias moram no local que recentemente ganhou um impulso com o turismo de aventura. Minas Outdoor Sports é a empresa que opera as atividades esportivas e turísticas. Há trilhas, passeios de bicicletas, caiaques, tirolesa, arvorismo, camping, entre outros. O passeio mais famoso é o da visitação das galerias de minas e da cratera a céu aberto onde o guia conta a história da cidade e da exploração do cobre.

Minas do Camaqua 2

O nosso grupo foi  convidado a participar dessa aventura pela empresa Paddle Trip, focada em organizar viagens para remadores de SUP. Assim a turma de 25 pessoas partiu em uma van fretada, com reboque próprio para as pranchas, em uma manhã de sábado às 5 horas da madrugada. Minha família foi a única que optou em ir de carro por causa do meu filho Gui, a única criança do passeio. A cidade é muito pequena, não pega nem sinal de celular e tem opções bem simples de hospedagem e alimentação. Atualmente, são 3 pousadas, 1 restaurante e 1 lancheria. O nosso grupo ficou todo junto na Pousada Minas, que é simples, com banheiro coletivo, mas muito aconchegante e limpa. A gente também recomenda a Pousada Bellamina que, por enquanto, é considerada a melhor da cidade com banheiros privativos.

Minas do Camaqua 3

À noite sentamos ao redor de uma fogueira para confratenizar e desligar dos eletrônicos. Bom demais.

MInas do Camaqua Jairo Pereira
Lá existem diversas atividades de aventura, todas muito bem organizadas e estruturadas por uma empresa de ecoturismo (a Minas Outdoor Sports) que possui autorização para ingressar nas Minas e na barragem João Dias. Esta empresa faz parceira com a Paddle Trip e organiza o acesso dos grupos nesses locais, pois sem agendamento prévio não há como fazer algumas das atividades, em especial a remada na Mina a céu aberto.

Minas do Camaqua 4

Fizemos alguns desses passeios, como a trilha até o topo do Moro da Cruz. É relativamente tranquila e vale muito a pena, a vista é de tirar o fôlego. Lá de cima pode se ver todo o vale e a represa, onde é possível remar no meio do verde. A descida pode ser feita pela segunda maior tirolesa do Brasil, com uma descida de 1.100 metros.

Minas do Camaqua 5

Também fizemos o passeio guiado pelas galerias das antigas Minas subterrâneas de extração de cobre. São diversos túneis que se ligam, e que um dia chegaram a ter 43 km de extensão e cerca de 300 metros de profundidade. Achei bem interessante, pois é uma maneira de conhecer a história do local, da região.Minas do Camaqua 6

Minas do Camaqua 7 (2)

Minas do Camaqua Jairo

Mas o mais especial foi com certeza remar na cratera da Mina de céu aberto. Quando abandonada tinha cerca de 350 metros do topo ao fundo, sendo que 150 metros de profundidade encherem de água. A água é transparente e em muitos pontos fica num tom azul indescritível. Maravilhoso.

Minas do Camaqua 9

Quem não tinha prancha, a empresa Paddle Trip emprestou. Assim todos participaram da remada.

Minas do Camaqua J

Mas o melhor ainda estava por vir. Ao entardecer, o sol fica num ângulo que transforma os paredões cinzas num dourado brilhoso, parecendo ouro. Momento Inacreditável !

Minas do Camaqua 11

Remar junto aos enormes paredões é uma experiência única e extraordinária. E  estar junto da família e amigos me deixou lembranças inesquecíveis. Enfim, recomendo muito para quem gosta de fazer atividades físicas em contato com a natureza. Foi memorável e voltarei com certeza.

Minas do Camaqua 12

Valeu turma, espero que esta seja primeira de muitas viagens. Até a próxima.!!!

Minas do Camaqua RS Caçapava copy

Minas do Camaqua copy
IMPORTANTE:
1. NÃO É POSSÍVEL REMAR OU MERGULHAR NA CRATERA SEM GRUPO DE APOIO. O feito acima só foi possível por ser um grupo com apoio e segurança para tal atividade. No local há uma barragem onde é possível fazer atividades de canoagem e SUP, mas não é possível mergulhar já que também é perigoso.
2. Durante o inverno as atividades de aventura (como tirolesa, arvorismo, entre outros) costumam não funcionar. É preciso agendar as atividades com a Minas Outdoor Sports

 

Cafe viagem
PARA ANOTAR

 

 

>MINAS DO CAMAQUÃ
Caçapava do Sul – RS | Brasil
Distância de POA a Minas do Camaquã:300,9 km via BR-290
(por volta de 3h30/4h de viagem)

>MINAS OUTDOOR SPORTS
Empresa que oferece atividades no local
Site:  www.minas.rs
www.facebook.com/MinasOutdoorSports

> BELAMINA RESTAURANTE E POUSADA
Minas do Camaquã, Caçapava do Sul – RS
Tel.:(55) 99284375 / (55) 97110675
Facebook: www.facebook.com/BellaminaMinasDoCamaqua

>
POUSADA MINAS

Rua Padre Julio Marin 3050
Minas do Camaquã, Caçapava do Sul – RS
Telefone:(55) 4052-9033
Site:  
www.minas.rs
Facebook: www.facebook.com/pages/Pousada-Minas-Outdoor-Sports

PESQUISE AQUI HOTÉIS NO RIO GRANDE DO SUL
PESQUISE AQUI MELHORES TARIFAS ALUGUEL DE CARRO NO RS


—————————————————

⇒ CONFIRA MAIS AVENTURAS DA JU, GUI E JAIRO NO CAFÉ VIAGEM:

Roteiro Brasília em Família – fim de semana cultural
10 praias do Sul para curtir SUP em família
Acessibilidade nos Parques de Orlando

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier em formação pela ABS-RS. Acima de tudo, apaixonada por café da manhã, vinho e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Últimos Comentários
  • Gostaria de fazer um reparo no texto sobre as Minas do Camaquã. Nele está escrito que as atividades de mineração tiveram seu encerramento no ano de 1989. Na realidade a paralização se deu n ano de 1996, o que ocorreu em 1989, foi a criação de uma empresa chamada BOM JARDIM S/A. A qual os empregados adquiriram o poder acionário da companhia brasileira do Cobre-CBC, num processo inédito de visto que o governo federal (BNDES) havia colocado a companhia no processo de desestatização no ano anterior(1988). Como não houve interessados, os funcionários adquiriram a empresa até a exaustão das jazidas conhecidas. Um detalhe, a mina à Céu Aberto paralisou suas atividades no ano de 1995. De mais, o texto está perfeito. Um fraterno abraço.

    José Deni Rodrigues Silveira – (Derli)
    Sou morador,Gestor Ambiental, Guia Turistíco e historiador autodidata das Minas do Camaquã.
    (55) 99711-6990

  • Gostaria de fazer um reparo no texto sobre as Minas do Camaquã. Nele está escrito que as atividades de mineração tiveram seu encerramento no ano de 1989. Na realidade a paralização se deu n ano de 1996, o que ocorreu em 1989, foi a criação de uma empresa chamada BOM JARDIM S/A. A qual os empregados adquiriram o poder acionário da companhia brasileira do Cobre-CBC, num processo inédito de visto que o governo federal (BNDES) havia colocado a companhia no processo de desestatização no ano anterior(1988). Como não houve interessados, os funcionários adquiriram a empresa até a exaustão das jazidas conhecidas. Um detalhe, a mina à Céu Aberto paralisou suas atividades no ano de 1995. De mais, o texto está perfeito. Um fraterno abraço.

    José Deni Rodrigues Silveira – (Derli)
    Sou morador, Gestor Ambiental, Guia e Condutor de Turismo e historiador autodidata das Minas do Camaquã.
    (55) 99711-6990

  • Estive la este final de semana (09/04/18) e a mina está interditada para visitação, não e possível nem se aproximar dela! O parque esta funcionando normalmente!

DEIXE SEU COMENTÁRIO