Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

O que fazer em Ouro Preto em 1 dia – nosso roteiro

O que fazer em Ouro Preto em 1 dia – principais atrações e dicas

Procurando dicas sobre o que fazer em Ouro Preto em um dia de passeio? Neste post, conto sobre as atrações que visitamos em apenas um dia. Já faz um tempinho que fiz uma viagem curta para Minas Gerais com roteiro de 4 dias e que valeu muito a pena. Nos hospedamos todo o tempo em Belo Horizonte e organizei dois dias de bate e volta para Inhotim (Brumadinho) e Ouro Preto. Incialmente, escrevi o roteiro completo e resumido aqui no Café Viagem. No entanto, só agora me dei conta que não tinha escrito nada sobre Ouro Preto que amei tanto. Foi preciso que uma prima Joana Quintana me pedisse dicas do destino para que eu deixasse este dia maravilhoso registrado também no Café Viagem para os leitores do blog. Oh, Minas Gerais! Quem te conhece não esquece jamais…. 

o que fazer em Ouro Preto em 1 dia


OURO PRETO, cidade do Circuito do Ouro em Minas Gerais

Para começo de conversa, Ouro Preto (antigamente chamada de Vila Rica) faz parte dos Roteiros do Circuito do Ouro em Minas Gerais. A cidade possui um dos mais completos conjuntos de arte barroca do mundo, com obras presentes na arquitetura de inúmeras igrejas, esculturas de anjos e santos e pinturas. Certamente, uma das coisas que mais impressiona é a riqueza de sua arquitetura colonial e igrejas barrocas. Sem falar do cansativo, porém charmoso, sobe e desce de muitas ladeiras pelas estreitas ruelas com casinhas coloridas.

Cidade de Aleijadinho

A saber: Ouro Preto é a cidade onde nasceu Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1730-1814), escultor, carpinteiro e arquiteto do Brasil colonial, considerado o maior representante do barroco mineiro. Muitas de suas obras podem ser apreciadas neste tour de um dia em Ouro Preto.

O que fazer em Ouro Preto: planejando o Roteiro 

Para o nosso passeio de um dia em Outro Preto, contratamos um serviço particular de transfer(táxi) para nos levar de Belo Horizonte até a cidade de Aleijadinho. Partimos do Radisson Blu (hotel em que ficamos hospedadas) às 8h30, e retornamos em torno das 18h30. De Belo Horizonte a Ouro Preto são 100 km de distância, por volta de 1 hora de viagem em uma estrada agradável e repleta de paradas para compra de panelas de pedra sabão.

Outras opções a partir de Belo Horizonte, é você pegar um ônibus ou alugar um carro.

Grande parte das atrações do centro histórico de Ouro Preto podem ser feitas a pé, mas é preciso avisar que há muitas ladeiras na cidade, o que pode deixar o passeio bem cansativo. Estar de motorista nos facilitou subir algumas ladeiras de carro, poupando não só energia como também o nosso tempo reduzido para conhecer as principais atrações de Ouro Preto em um dia.

o que fazer em Ouro Preto em 1 dia

Jardineira

Uma dica da minha prima Joana que visitou Ouro Preto recentemente é o passeio de Jardineira. Ela estava com a filha pequena e sua mãe, logo o passeio facilitou muito o tour pela cidade. Segundo Joana, foi uma forma charmosa de conhecer Ouro Preto nos veículos antigos dos anos 30 e 70. O tour de Jardineira percorre com um guia igrejas e pontos turísticos da cidade.

Jardineira Ouro Preto

Minha prima Joana e a filha curtindo Ouro Preto no tour da Jardineira meses antes da pandemia começar


Onde ficar em Ouro Preto:  dica de pousada de charme

Não chegamos a dormir em Ouro Preto pois fizemos bate e volta de Belo Horizonte. Mas minha prima Joana suuuper indica a Pousada Mondego. Fez elogios e falou que é linda, bem localizada (no coração do centro) e tradicional. De quebra, a Pousada Mondego faz parte da Associação de Hotéis Roteiros de Charme.

>>Para dicas mais em contas de pousadas em Ouro Preto com desconto de até 50%, veja neste link do Booking.com que oferece possibilidade de cancelamento gratuito.

Chegando em Ouro Preto

Chegamos de carro em plena PRAÇA TIRADENTES, coração de OURO PRETO, por volta das dez horas da manhã. Nosso motorista nos levou até o Centro Cultural e Turístico de Ouro Preto (em plena praça Tiradentes). No local, contratamos um guia de turismo cadastrado para meio turno de tour histórico.

Parte do tour foi feito de carro, em atrações mais distantes como: Igreja Matriz de Santa Efigênia (conhecida com igreja dos escravos), Mina do Jeje e Igreja Nossa Senhora do Pilar. Já as atrações mais centrais de Ouro Preto fizemos parte a pé e parte de carro, como: Igreja Nossa Senhora  do Carmo, Praça Tiradentes, Igreja São Francisco de Assis (obras de Aleijadinho), Praça do Artesanato, Museu da Inconfidência. Já vou avisando que fotos no interior das igrejas são proibidas!!

SOBRE GUIAS E TOURS EM OURO PRETO

O guia ou o city tour como o da Jardineira é essencial para quem está visitando pela primeira vez pois o destino é rico em história. Existem pacotes fechados como a van coletiva de Ouro Preto para tours em grupo. No site oficial do Turismo de Ouro Preto você pode conferir alguns dos receptivos, pacotes e guias oferecidos: ouropreto.org.br/turismo-receptivo

 

 

O que fazer em Ouro Preto em 1 dia

 

1. Praça Tiradentes Ouro Preto (e Museu da Inconfidência Mineira)
2. Igreja Matriz de Santa Efigênia
3. Minas
4. Igreja de São Francisco de Assis (e feira da Pedra Sabão)
5. Igreja Nossa Senhora do Pilar
6. Igreja Nossa Senhora do Carmo
7. Mirante das Lajes
8. Comer em Ouro Preto: restaurantes e cafés

Obs: desde 18 de março de 2020, os museus de Ouro Preto estão fechados por conta da pandemia! 

A seguir, um resumo de cada atração, na ordem em que visitamos…

arquitetura colonial Minas Gerais

 

1. Praça Tiradentes Ouro Preto

A praça Tiradentes é o coração de Ouro Preto, parte mais movimentada da cidade. Como já comentei, é lá que está o Centro Cultural e Turístico de Ouro Preto, local onde o viajante pode obter ajuda e mapas. Logo, um excelente ponto de partida para iniciar o roteiro em Ouro Preto.

Consequentemente, é na praça que também acontecem os grandes eventos da cidade. Afora o Centro Turístico, em seus arredores estão situados o Museu da Inconfidência Mineira, o Museu de Ciência e Tecnologia e, é claro, a estátua de Tiradentes.

Sua importância histórica é inquestionável. A Praça Tiradentes é um marco da Inconfidência Mineira. Foi nesse local que, em 1792, a cabeça de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, mártir da Independência, foi exposta após seu enforcamento.

>> Ao meu ver, a praça Tiradentes é tão importante que não deveria ter circulação de carros em seu entorno. Achei isso um ponto negativo de Ouro Preto. Além de ser uma confusão entre pedestres e motoristas, polui bastante a paisagem.

o que fazer em Ouro Preto em 1 dia

Praça Tiradentes em Ouro Preto, o coração do centro histórico

 

2. Igreja Matriz de Santa Efigênia 

Da Praça Tiradentes, fomos de carro (e com o nosso guia contratado) visitar a Igreja Matriz de Santa Efigênia que iniciou sua obra em 1733 e ficou pronta em 1770. Uma igreja mais distante do centro histórico de Ouro Preto no alto de uma ladeira (praticamente impossível de chegar a pé). É também conhecida como Igreja Santa Efigênia dos Pretos. E vale a pena ir até lá? Sim, tem obras de Alejadinho e a sua história de construção emociona. Sem falar que a paisagem do local é linda.

A igreja Santa Efigênia , tombada pelo IPHAN, foi construída pelos negros para ser o seu templo. Sua história também está ligada fortemente ao lendário líder negro Chico Rei, monarca africano que foi escravizado no Brasil e lutou por sua liberdade. Sua trajetória  serviu de exemplo para muitos escravos lutarem por sua liberdade.

Anote

Funciona de terça a domingo 08h30 às 16h30

Igreja Santa Efigênia Ouro Preto

3. Mina do Jeje

Após visitar a Santa Efigênia, nosso guia nos levou para conhecer uma mina. E essa dica está aqui no blog apenas por um motivo: na minha opinião, é perda de tempo visitar uma mina em apenas um dia de passeio em Ouro Preto. Sem falar que não me senti mal já na entrada da mina e não quis continuar. Só de imaginar os escravos trabalhando ali dá vontade de chorar e fugir da atração. Porém, tem gente que curte conhecer alguma mina, não é mesmo? E não dá para negar que faz parte da história de Minas Gerais e das cidades do Circuito do Ouro.

Além da Mina do Jeje tem as Minas do Palácio Velho.

Mina do Jeje

 

4. Igreja de São Francisco de Assis

Antes de visitar a Igreja de São Francisco de Assis, paramos para almoçar. Nosso guia nos deixou em frente à Igreja de São Francisco de Assis e combinamos de nos encontrar por lá mais tarde. Nesse local, também está a famosa Feira de Pedra Sabão no Largo da Coimbra, em frente à Igreja. Almoçamos no belo casarão colonial ao lado da igreja do famoso restaurante Bené a Flauta. A vista de sua janela revelam “pinturas” da paisagem dessa área.

A Igreja de São Francisco de Assis é considerada a obra prima de Aleijadinho e do barroco brasileiro. Sua construção foi iniciada em 1776 (século XVIII)e concluída em 1794.  Sua fachada é impressionante, com imagem de São Francisco de Assis.

Igreja de São Francisco de Assis

Na maioria dos sites de avaliação, a igreja está no topo da lista sobre o que fazer em Ouro Preto. Não é a toa que é a atração mais visitada da cidade. Além disso, foi um dos primeiros bens tombados de Ouro Preto. A Igreja faz parte das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa do Mundo.O prédio reúne trabalhos dos dois maiores artistas da época. Quem assina o projeto arquitetônico, a fachada, os púlpitos e as esculturas no interior da igreja é Aleijadinho. Já o colorido das imagens do teto é de Manoel Cláudio Ataíde, o grande mestre da pintura barroca e conhecido como Mestre Ataíde. Aviso: não é permitido fotografar no interior da igreja.

Enfim, é um grande símbolo do barroco e rococó mineiro. Imperdível!

Feira de Pedra Sabão

Feira de Pedra Sabão no Largo da Coimbra, em frente à Igreja de São Francisco de Assis

5. Igreja Nossa Senhora do Pilar

Depois de almoçar, visitar a Igreja de São Francisco e a Feira de Pedra Sabão, andamos um pouco pelos arredores. Como ainda tínhamos algumas horas de guia, visitamos mais algumas igrejas com a presença dela.

A Nossa Senhora do Pilar foi uma das igrejas que mais me impressionou em seu interior. Tudo por conta da quantidade de ouro de seus altares e a riqueza de detalhes. Não é por menos, durante o século XVIII, Pilar foi a paróquia mais rica e populosa de Vila Rica (antigo nome da cidade). Um verdadeiro templo do barroco brasileiro.

ANOTE

Paga-se para entrar na igreja. É proibido fotografar seu interior
Visitação: Terça a Domingo: 9h00 às 10h45 / 12h00 às 16h45
O Museu de Arte Sacra, no subsolo da sacristia, tem imagens de Nossa Senhora do Pilar, Santa Bárbara e Nossa Senhora da Conceição.

Igreja Nossa Senhora do Pilar

Igreja Nossa Senhora do Pilar, por dentro impressionante

6. Igreja Nossa Senhora do Carmo

Por fim, nossa última Igreja visitada foi a Nossa Senhora do Carmo. Uma das igrejas de mais centrais, na Praça Tiradentes. Sua longa escadaria permite uma ampla paisagem do Centro Histórico. O projeto da igreja, construída em 1766, é do pai de Aleijadinho, Manuel Francisco Lisboa.

Ao lado da Igreja, na casa onde o Aleijadinho viveu seus últimos anos, hoje funciona o Museu do Oratório (museudooratorio.org.br).

ANOTE

Terça a domingo, das 8h30 às 11 e das 13h às 17h.
Missas aos domingos às 8h30

 Igreja Nossa Senhora do Carmo


7. Mirante das Lajes

O mirante das Lajes foi uma surpresa final em nosso roteiro, a cereja do bolo. Um dos lugares mais lindos para se ter uma vista ao entardecer do Ouro Preto. Vale muito a pena.

Mirante das Lajes

Mirante das Lajes – onde os casais tiram suas fotos com o visual lindo de Ouro Preto – e os artesãos

 

8. Comer em Ouro Preto: restaurantes e cafés

Em se tratando de Minas Gerais, eu não podia acabar essas dicas sobre o que fazer em Ouro Preto sem indicar restaurantes e cafés. Sou apaixonada pela culinária mineira. Tínhamos duas opções anotadas para a hora do almoço: o famoso BENÉ DA FLAUTA – com pratos à la carte e ao lado da Igreja de São Francisco de Assis –  e o restaurante bem típico e movimentado CHAFARIZ (que serve um farto bufê, não sei como ficou depois da pandemia!). Outro restaurante bem famoso da cidade, mas mais simples, é o Bem Te Vi.

Para um bom café, a sugestão é o RENA CAFÉ (Rua Direita, Rua Conde de Bobadela, nº 162). Com cafés mineiros, lanches, doces e, é claro, um bom e delicioso pão de queijo.

 

Restaurante Bené da Flauta

Restaurante Bené da Flauta

Restaurante Chafariz

Chafariz, o farto bufê antes da pandemia. Como será que vai funcionar agora? Sequência de pratos à mesa?

 

Gostou do roteiro?

Tem alguma dica sobre o que fazer em Ouro Preto?

Comente, mande sua contribuição para o Café Viagem.

E se puder, não deixe de fazer as suas reservas através dos nossos links de parceiros (veja abaixo). São eles que nos remuneram sem que você pague um centavo a mais. E você ainda ajuda o Café Viagem a seguir publicando seus achados de viagens e vinhos.


SITES PARA PLANEJAR A SUA VIAGEM PARA 
Minas Gerais

ONDE FICAR
PESQUISE E RESERVE: HOSPEDAGEM   NO BOOKING
site parceiro que oferece descontos de até 50%, sem taxa de reserva e a facilidade de cancelamento grátis.

ALUGUEL DE CARRO
PESQUISE AQUI MELHORES TARIFAS PARA ALUGUEL DE CARRO EM MG
site parceiro que faz uma busca entre as principais locadoras e oferece o melhor preço

SEGURO VIAGEM
FAÇA AQUI A SUA COTAÇÃO NA SEGUROS PROMO COM DESCONTO
site parceiro que faz uma busca entre as melhores seguradoras e oferece cupom de 5%  desconto para os leitores

>> Consulte aqui cotação para aluguel de carros na serra gaúcha em várias locadoras <<

 PASSAGENS AÉREAS PROMO

>>Encontre aqui o seu voo para Minas Gerais em promoção

 

Veja mais dicas de Minas Gerais no Café Viagem:

ROTEIRO 4 DIAS EM BELO HORIZONTE COM BATE-VOLTA INHOTIM E OURO PRETO

RADISSON BLUE, NOSSA DICA DE HOTEL EM BELO HORIZONTE NO CORAÇÃO DE SAVASSI

INHOTIM, DICAS PARA CURTIR ESSE PARQUE DE SENSAÇÕES 

ALMOÇO EM INHOTIM NO RESTAURANTE TAMBORIL

CASA BONOMI – UM CAFÉ COM CHARME EM BELO HORIZONTE

VISITA AO MERCADO CENTRAL BELO HORIZONTE – EXPERIÊNCIA GASTRONÔMICA BEM BRASILEIRA

ALMOÇO IMPERDÍVEL EM BELO HORIZONTE NO XAPURI

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Últimos Comentários
  • Amei as dicas, sou de BH e estou morrendo de vontade de voltar a op. Acho que já vou ir hoje depois desse post. Obrigada pelas super dicas.

  • Olá! Gostei Muito das suas dicas, todas otimas. Só discordo da sua OPINIÃO sobre a visita à mina. Eu achei a mina do jeje um passeio imperdÍvel. Uma Importante aula de historia -pelo Lado triste, realmente – mas a historia De um pais nao se faz apenas de belas obras, nao é mesmo? De fato é um passeio difcil para quem tem claustrofobia, mas basta respirar um pouco, confiar no guia, que o aprendizado é muito rico, vale a pena demais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO