Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

O que fazer em Veranópolis na serra gaúcha – 8 atrações

Veranópolis na serra gaúcha – Terra da Longevidade, do Restaurante Giratório e da maça

Procurando dicas sobre o que fazer Veranópolis na serra gaúcha?  Então deixa eu contar parte do meu fim de semana entre Veranópolis e Vila Flores. Um dos mais surpreendentes dos últimos tempos na serra gaúcha. As duas cidades vizinhas estão a 7 km de distância uma da outra e fazem parte do Roteiro Termas e Longevidade que integra 5 municípios na Região da Uva e do Vinho no Rio Grande do Sul. E foi exatamente este roteiro que me chamou a atenção quando recebi um texto de assessoria de imprensa por e-mail sobre a Femaçã e um breve relato sobre as atrações da Rota Termas e Longevidade. Como assim? Temos águas termais na serra gaúcha? E o que seria a Longevidade?  Partiu, descobrir…

o que fazer em Veranópolis

O fim de semana foi dividido em dois posts no Café Viagem:  este post sobre Veranópolis e o post seguinte sobre Vila Flores. Fiquei hospedada em Vila Flores na encantadora Pousada dos Capuchinhos.

+ Leia aqui o post com as dicas de Vila Flores serra gaúcha 

Roteiro Termas e Longevidade na serra gaúcha

Veranópolis, Vila Flores, Nova Prata, Protásio Alves e Cotiporã fazem parte do Roteiro Termas e Longevidade. Um fim de semana é muito pouco para conhecer as principais atrações do roteiro das 5 cidades. Logo, comecei as descobertas por Veranópolis e Vila Flores. E faltou tempo pra fazer tudo que eu queria nessas duas cidades. 

o que fazer em Veranópolis

Vista do Rio das Antas pela Rota Segredos da Maça em Veranópolis

Como chegar a Veranópolis

Veranópolis é cidade vizinha de Bento Gonçalves (RS). No entanto, apesar de serem vizinhas, a distância é de 40 km. A bela Ponte dos Arcos (Ponte Ernesto Dornelles) divide os município e é um dos cartões postais da região. Primeira parada para fotografia na viagem. A partir de Porto Alegre, Capital Gaúcha, são em torno de 170 km pela BR 116, RS 240, RS 446 e BR 470 até Veranópolis. A melhor forma de transporte para fazer todos os passeios é o carro. Para quem quiser alugar um veículo na serra gaúcha, indico este link que parcela e tem ótimos preços.

DISTÂNCIAS:

Porto Alegre: 170 Km

Bento Gonçalves: 40 Km

Caxias do Sul: 80 Km

Nova Prata: 20 Km

Passo Fundo: 120 Km

como chegar em Veranópolis

Ponte dos Arcos ou Ponte Ernesto Dornelles entre Bento Gonçalves e Veranópolis

Sobre Veranópolis na serra gaúcha

Veranópolis é o berço nacional da maçã. Aqui foram plantadas as primeiras sementes da fruta produzida até hoje pela região. Tem colonização italiana e é conhecida como a terra da longevidade. Tudo por conta da vida longa dos habitantes da cidade. Atualmente, a cidade tem 26 mil habitantes.

o que fazer em Veranópolis

Igreja e praça central da cidade de Veranópolis

Veranópolis, Terra da Longevidade

Desde os anos 90, uma pesquisa investiga a vida de mais de 2500 habitantes da cidade para descobrir o segredo da vida longa dos cidadãos da Veranópolis. E o que eles já descobriram? Bem, segundo me contou o guia turístico que fez um tour comigo pela cidade, Toni Formaiare, o segredo da longevidade de Veranópolis está nas 6 primeiras letras do nome da cidade de Veranópolis (VERANO):

  • V de Vinho – hábito de beber vinho tinto seco
  • E de Exercício – atividade física (neste caso do trabalho na terra, capinar, etc)
  • R de Religiosidade – fé, espiritualidade dos imigrantes
  • A de Alimentação – boa alimentação, saudável, alimentos vindos da terra, sem conservante, etc
  • N de Natureza – clima, ar puro, altitude
  • O de Organização Sócio-Familiar – um dos mais importantes pilares da longevidade, convivência do idoso com a família, comunidade, amigos.

Atualmente, Veranópolis não ostenta o título de cidade mais longeva do Brasil  Blumenau e Brusque em Santa Catarina disputam o título).

Cidade do veraneio

Sabia que Veranópolis ganhou este nome pois antigamente era local de veraneio para muita gente que buscava a serra gaúcha como opção de ar fresco e limpo nas férias?

o que fazer em Veranópolis

túnel com água para chimarrão ao lado da Igreja Matriz e da Rua Coberta de Veranópolis

O que fazer em Veranópolis: 8 atrações 

 

1. Ponte Ernesto Dornelles ( ou Ponte dos Arcos ou Ponte do Rio das Antas)

Atravessar a bela Ponte dos Arcos (Ponte Ernesto Dornelles) é a primeira atração da visita a cidade de Veranópolis. A ponte foi inaugurada em 1952 (pelo Governador do Estado Ernesto Dornelles) e divide os municípios de Bento Gonçalves de Veranópolis.

o que fazer em Veranópolis

Ponte Ernesto Dornelles que divide Bento Gonçalves de Veranópolis

 

2. Belvedere do Espigão

Alguns quilômetros após cruzar a ponte Ernesto Dornelles em direção à Veranópolis, você vai encontrar uma parada incrível para fotografia a sua direita, o Belvedere do Espigão. Do mirante você vai ver o Rio das Antas, a Usina Hidrelétrica Monte Claro e a Ponte de Ferro.

+ Leia também: post sobre o roteiro Vale do Rio das Antas

3. Passeios de Jeep em Veranópolis com Toni Formaiare

E já que falamos do Toni Formaiare (que deu a dica do segredo da Longevidade de Veranópolis que contei no início deste post), não dá para deixar de comentar que ele é o cara para turistar pela região. O Toni faz passeios a bordo de um Jeep Ford 1959 em várias modalidades. Nós fizemos o Safari Urbano que faz um tour pelo centro de Veranópolis. Mas quero voltar para fazer o Safari Aventuras da Minha Infância que desbrava o interior com cenários bucólicos, a cascata da Usina Velha, a caverna indígena, túnel e trilhos do trem, vista panorâmica do Espigão e até parada para pic-nic com delícias coloniais.

Saiba mais sobre os passeios do Toni em Veranópolis em  www.toniformaiari.com.br

o que fazer em Veranópolis

Toni Formaiare que faz passeios no Jeep

4. Casa Saretta

Visitar o posto de informações turísticas é sempre uma boa dica para começar a viagem. Na Casa Saretta de Veranópolis você vai encontrar folhetos, mapas e informações sobre a cidade e arredpres. Além disso, a casa é ponto turístico pois é Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul. Foi construída por imigrantes italianos que chegaram nessa região em 1886. Na Casa Saretta também funciona a Secretaria de Turismo. Por lá, você encontra uma lojinha com artesanato e produtos típicos da região, como as maçãs secas para fazer um chá delicioso.

Endereço: BR 470, km 177, 2201  acesso gratuito.
De segunda a sexta (8:30h às 11:30h/13:30h às 17h)
Sábado e domingo (10h às 16h)

o que fazer em Veranópolis

5. Igreja Matriz, Praça e rua coberta de Veranópolis

A praça central de Veranópolis junto à Igreja Matriz São Luiz Gonzaga é o coração da cidade. Recentemente, no final de maio de 2019, foi inaugurada ao lado da Igreja a Rua Coberta onde serão celebradas festas e eventos da cidade. A rua inaugurou com uma festa linda e eu estava lá: o VeraCult.

Vale a pena conhecer a igreja por dentro que tem estilo neogótico e foi inaugurada em 1933. As crianças pequenas curtem o playground da praça.

Av. Osvaldo Aranha – Centro

o que fazer em Veranópolis

Igreja Matriz de Veranópolis

6. Restaurante Giratório e Mirante da Serra

Um dos cartões postais de Veranópolis, o restaurante giratório é um programa imperdível tanto pela vista panorâmica quanto pela gastronomia. É o único restaurante giratório do Brasil e foi inaugurado em 2005. E a gente come girando? Calma, o giro completo demora duas horas. A velocidade não ultrapassa 0,05 km/h.

A torre tem quase 80 metros de altura e em dias limpos é possível ver as vizinhas Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Cotiporã. O restaurante também tem um mirante no nível acima do restaurante com luneta e binóculo para observar as belezas da Serra do Rio das Antas e as cidades de Veranópolis, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Cotiporã.

A saber: a torre do Restaurante Giratório de Veranópolis é mais alta do que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro. E a comida ? Maravilhosa, funciona no esquema sequência com pratos tradicionais italianos e coloniais. Minha dica é se jogar no galetinho  bem temperado e na massa caseira à bolonhesa. O almoço nos sistema sequência (all you can eat) custa R$ 83 por pessoa (sem sobremesa e sem bebida – preço em junho 2019 ) e inclui a visita ao Mirante panorâmico.

Km 178 da BR-470 – Veranópolis
Reservas: (54) 3441.8350 ou (54) 9.9902.7920 (WhatsApp)
Almoço sequência de terça a domingo – 11h30  às 14h
Jantar à la carte de sexta e sábado, das 19h30 às 22h
Site: www.restaurantegiratorio.com.br


7. Rota Turística Segredos da Maçã: Simonetto e Reino da Longevidade

A rota turística Segredos da Maçã une empreendimentos rurais de Veranópolis numa estrada com paisagens bucólicas e em alguns trechos a vista panorâmica da Rota Vale do Rio das Antas. Foi nessa região que foram plantadas as primeiras macieiras do Brasil (por isso o nome!). Os atrativos na estrada vão desde vinícolas a móveis, capelas e cachaçaria. Como eu tinha pouco tempo, visitei apenas a vinícola Simonetto – onde fiz degustação – e o Reino da Longevidade.

O Reino da Longevidade é café e loja de móveis. E ainda um pequeno memorial que conta a história de uma família de origem italiana que mantém há mais de cinco gerações o ofício de marceneiro.

Simonetto:  www.vinicolasimonetto.com.br
Reino da Longevidade: reinodalongevidade.com.br

A rota foi inaugurada em dezembro 2018 e que percorre a estrada que trouxe os primeiros imigrantes italianos para a então colônia de Alfredo Chaves e onde atualmente estão as comunidades de Monte Bérico e Lajeadinho.

Veja algumas atrações da  Rota Segredos da Maçã:

– Capela Nossa Senhora de Monte Bérico
– Grutinha Nossa Senhora de Lourdes
– Reino da Longevidade – Café, Móveis e Passeio Rural
– Vinícola Simonett
– Casa Bucco Cachaçarias
– Passeios Turísticos Toni Formaiari

 

8.  Vila Flores – a vizinha imperdível

A oitava dica para curtir Veranópolis e ir conhecer a sua vizinha linda a 7 km: Vila Flores. Indico três programas imperdíveis por lá: se hospedar na Pousada dos Capuchinhos com piscinas de águas termais e vinhos do Frei Fabiano, o Filó de Vila Flores e a Vila do Pão.  Tudo tão imperdível que ganhou um post só sobre Vila Flores no Café Viagem.

+ Leia aqui  o post completo sobre Vila Flores no Café Viagem

Vila Flores serra gaúcha

Outras dicas de Veranópolis:  

Arcos de Acesso a Veranópolis  – Arco Sul e Arco Norte – são arcos decorados com pedras de basalto da região situados na avenida Osvaldo Aranha.

Restaurante Família Reglia – comida caseira para almoço www.facebook.com/familiaregla/

Cascata da Usina Velha – ideal estar num carro 4×4 ou no jeep do Toni Formaiare

Caverna indígena

Femaça – Festa Nacional da Maçã em Veranópolis (não acontece todos os anos)

o que fazer em Veranópolis

Cascata da Usina Velha. Foto site Toni Formaiare

Femaçã Veranópolis

Foto divulgação Femaçã

GOSTOU? Acompanhe nossas viagens e novidades da serra gaúcha também no nosso INSTAGRAM

 

Organize aqui a sua Viagem para  Serra Gaúcha

+ Encontre Hotéis e Pousadas em Vila Flores com até 50% de desconto

+ Encontre Hotéis e Pousadas em Veranópolis com até 50% de desconto

+ Alugue carro na Serra Gaúcha em até 12x

+ Contrate um Seguro Viagem e vá tranquilo

+ Compre passeios e ingressos das principais  atrações em Bento Gonçalves

+ Acompanhe o @amoserragaucha –  nosso perfil no Instagram só com dicas da serra gaúcha

+ Guia completo de Bento Gonçalves e Garibaldi – post índice com todas as dicas

+ Guia completo de Gramado e Canela – post índice com todas as dicas

+ Guia completo Serra Gaúcha- post índice com todas as dicas

+ Guia completo de Gramado e Canela com Crianças

A viagem do Café Viagem para Veranópolis e Vila Flores contou com o apoio da Secretaria de Turismo de Veranópolis e estabelecimentos do Roteiro Termas e Longevidade na Serra Gaúcha. Agradeço de coração por terem me apresentado este destino tão apaixonante. Não vejo a hora de voltar.

 

SAIBA MAIS

 

www.vilaflores.rs.gov.br

www.termaselongevidade.com.br

 

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Comentário Recente

DEIXE SEU COMENTÁRIO