Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Perrengues em Orlando – blogagem coletiva perrengues de viagem da nossa família!

Devo ser uma das últimas a participar da blogagem coletiva de perrengues em viagens em família (organizada pelo grupo Viagens em Família no face) Mas aí vai a minha contribuição…

Orlando Blogagem Coletiva
Não tenho grandes histórias de coisas que não deram certo em viagens com meus filhos. Mas lembrei de uma situação durante nossa primeira viagem para Orlando quando minha filha tinha dois anos. Estamos falando do final do ano de 2005!! Saímos de Miami bem cedo de carro: eu, meu marido, o avô (o maior fã da Disney) e a pequena Cata. Estávamos passando uns dias de férias em família em Miami e não queríamos perder a oportunidade de fazer um bate-volta Miami-Orlando para mostrar um pouquinho da terra do Mickey para minha filha. Saímos com a pitoca ainda dormindo e pegamos a estrada. No meio do caminho, ela acordou com fome e dei a mamadeira que havia preparado antes de partir. Vinte minutos depois, o carro estava tomado de vômito de leite. E o pior: as placas da estrada indicavam sinal de posto apenas nos próximos 50 km. Quem conhece as estradas americanas sabe que é complicado parar no acostamento. O jeito foi seguir 50 km com aquele cheirinho de leite azedo no carro. Terrível. Não me segurei e acabei vomitando também.  Ao final do trajeto, limpamos o carro num posto de gasolina e o banco de trás ganhou uma placa onde estava escrito “Disaster Area”. Guardamos até hoje esta placa com carinho. Nossa primeira vez na Disney com filho teve esse lado azedinho!

Eu e a filhada na primeira "viagem azedinha" pra Orlando!

Eu e a filhada na primeira “viagem azedinha” pra Orlando!

Nosso carro "carimbado" com adesivo "orgullho de ser gaúcho"- bah, superbairrista!

Nosso carro “carimbado” com adesivo “orgullho de ser gaúcho”- bah, superbairrista!


PARA EVITAR PERRENGUES EM ORLANDO
, aproveito este post para deixar registrado 15 coisas que toda a família deveria saber antes de ir para os parques  com filhos pequenos… 

1. Nunca alimente seu filho pequeno durante a viagem de carro na estrada. Principalmente com mamadeira ou leite.

2. Prefira levar (ou comprar por lá) o seu próprio carrinho de bebê do que alugar um no parque. Engana-se quem pensa que o motivo é economia. Acontece que, ao final do dia, ao sair do parque, seu filho vai estar dormindo no carrinho e muito cansado. Então, imagine a cena: se o carro for alugado, você terá que devolvê-lo na saída do parque e acordar o seu filhote que deverá estar dormindo  como um anjinho. E ainda: terá que carregá-lo no colo (ou caminhar com ele resmungando) até onde o carro estiver estacionado (lembre que os estacionamentos dos parques são i-men-sos!).

3. Por falar em estacionamento, é imprescindível que, logo na chegada, você não esqueça de fotografar com o seu celular a área que estacionou o seu carro dentro do parque. Pode ter certeza, vai ajudar muuuuuito na hora da saída. Muita gente perde o carro no estacionamento!

4. Nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro (inverno americano) pode sim fazer muito frio ou muito calor em Orlando. Ou seja, a mala deve ir preparada para os dois extremos: casacão de inverno e camiseta de manga curta.

5. Natal, ano novo, feriados americanos, mês de julho e início de agosto são datas não recomendadas para a sua visita, principalmente com pimpolhos a tiracolo. Os parques estão lotados, as filas dos brinquedos são gigantescas e desanimadoras. E pode ter certeza: depois de uma hora na fila o encanto e a magia Disney vão pro beleléu!

6. Nada é tão próximo quanto parece. É preciso caminhar muuuuito dentro dos parques. Pegue o mapa e programe-se. Vá com calma.

7. Come-se muuuito melhor nas opções de restaurantes fora dos parques. Comidas dentro do parque são caras e menos saborosas. Se der tempo, compre uns lanchinhos no supermercado Whole Foods antes de enfrentar a maratona Disney. Os parques permitem que você leve frutinhas, bebidas e outros comes. Só não é permitido fazer piquenique.

8. Refeição com personagens requer reserva com muuuuita antecedência. Vá para internet meses antes da sua viagem. Caso não consiga, não se desespere. Tente até 48 horas antes pela internet. Às vezes, alguém desiste e abre uma vaguinha.

9. Show de fogos e desfiles podem ser cancelados (sem aviso prévio) conforme as condições do tempo.

10. Reservar apenas um dia pra compras é o mesmo que nada se você estiver com os filhos.

11. Crianças pequenas cansam muito e dormem no carrinho nas horas em que você mais gostaria que elas estivessem acordadas. Conheço um casal de amigos que viu todo o desfile no Magic Kingdom com o filho de 5 anos roncando no carrinho.

12. Se for possível, dê uma folga entre um parque e o outro. A gurizada cansa (e os adultos, idem). Programe um tempo na piscina do hotel ou uma tarde dentro de um parque aquático, relax!

13. Não saia de um parque e vá direto para Downtown Disney (a área de entretenimento noturno da Disney). Você sairá de uma muvuca para entrar em outra. Descanse um pouco.

14. Desfiles e shows de fogos são algumas das atrações mais concorridas no complexo Disney. Prepare-se para ficar no mínimo uma hora guardando lugar no chão antes dos espetáculos. Aliás, esse é um bom momento para lanchar, descansar, tomar uma água, fazer nada.

15. Nos parques, leve sempre uma roupa extra para as crianças nos dias quentes. Elas se molham facilmente!

LEIA TAMBÉM: A MATÉRIA SOBRE NOSSA VIAGEM EM FAMÍLIA PARA ORLANDO
TUDO NO CAFÉ VIAGEM SOBRE ORLANDO

sim, pode acontecer: frio e sono no parque!

sim, pode acontecer: frio e sono no parque! 

filas de uma hora: o quebra encanto Disney!

filas de uma hora: o quebra encanto Disney!

Pegamos fila de até 35 minutos em lancherias dentro do parque! leve seu lanchinho.

filas em restaurantes e lancherias também são muuuito desagradáveis, ainda mais na hora da fome!

engarrafamento de carrinhos em um dia cheio no parque. Evite a alta temporada!

engarrafamento de carrinhos em um dia cheio no parque. Evite a alta temporada!

CONFIRA OUTROS POSTS DA BLOGAGEM COLETIVA DO GRUPO VIAGENS EM FAMÍLIA SOBRE “PERRENGUES DE VIAGEM DA NOSSA FAMÍLIA”

Claudia Pegoraro, Felipe, o pequeno viajanteaqui

Karen Schubert Reimer, As Aventuras da Ellerim Viajanteaqui

Cinthia Rangel, Viagens em Famíliaaqui

Adriana Pasello, Diário de Viagemaqui

Francine Agnoletto, Viagens que Sonhamosaqui

Eder Rezende, Quatro Cantos do Mundoaqui

Eria Kovacs, Viagem com Gêmeosaqui

Debora Godoy Segnini, Gosto e Prontoaqui

Ludmyla De Sena Broniszewski, Two Many Sides of Meaqui

Renata Schiffer, A Renata teve infância e sabe ser feliz!aqui

Andréia Mannarino, Mistura nada básicaaqui

Andréa Barros, Do RS para o Mundoaqui

Andrea Martins, do Malas e Panelasaqui

Aryele Herrera, Casa da Atzinaqui

Flávia Maciel, Bebê pelo Mundoaqui

Renato Martins, do Renato Bloggingaqui

Andreza Trivillin, do Andreza Dica e Indica Disneyaqui

Debora Galizia, Viajando em Família: aqui

Thiago Cesar Busarello, Vida de Turista: aqui

Ana Cinthia Cassab Heilborn, Travel Book: aqui

Ingrid Patrícia Cruz, Viagens em Famíliaaqui

Michely Lares, Viagens da Família Laresaqui

Karla Alves Leal, Cariocando por aíaqui

Marcia Tanikawa, Os Caminhantes Ogroturaqui

Mônica Paranhos, Viagens em Famíliaaqui

Patricia Papp, Coisas de Mãeaqui

Cynara Vianna, Cantinho de Ná: aqui

Cristiane Martins, Dias Viajando por aíaqui

Guilherme Canever, Saiporaíaqui

Paloma Varón, Viagens em Famíliaaqui

Vera Leitão, Mundo anfitriãoaqui

Miriam Vargas Nunes Neto, Clube de Viagens Mom: aqui

Flávia Peixoto Viajar é tudo de bom : aqui

Daniella Sousa Reis, André e Dani + Pedro: aqui

Ligia Cantarelli, Sem vígula antes de etc.: aqui

Luciana Bordallo Misura, Colagem : aqui

Kelly Resende, Bebê Piccolo : aqui

Susana Spotti, Viagem Simplesmente : aqui

Thyl Guerra, Viajando com palavras :aqui

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier em formação pela ABS-RS. Acima de tudo, apaixonada por café da manhã, vinho e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Últimos Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO