Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Receita de Polenta da serra gaúcha da Neusa e Hélio: comida de afeto

La Bella Polenta: receita de Polenta com Linguiça e queijo colonial

Primeiramente, quero explicar que receita de polenta da serra gaúcha não é única, são muitas. Polenta se come mole, frita, na chapa. No café da manhã, no almoço, no jantar. Polenta se come em festa ou em casa. Se come com queijo, com molho de frango, carne e até com bacalhau. Feita com farinha de milho, a polenta foi o principal alimento dos imigrantes italianos quando chegaram ao Sul do Brasil no final do século 19.  Aos poucos, virou não só prato típico da serra gaúcha como também uma comida de afeto. Converse alguns segundos com descentes de imigrantes italianos e você ouvirá lembranças de muito carinho de como a Nona preparava a polenta.

receita polenta serra gaucha

E não é que precisou chegar a pandemia para que eu finalmente aprendesse a fazer la bella polenta da serra gaúcha? E ninguém melhor para me ensinar a preparar uma boa receita de polenta do que meu sogro e minha sogra, ambos criados na serra gaúcha. Minha sogra, filha de imigrantes italianos, já nasceu comendo polenta.

Receita de Polenta da serra gaúcha dos Benetti

É com muita alegria que compartilho com vocês uma das tantas receitas de polenta da Neusa Benetti e do Hélio Correa da Silva. 

Para aprender o passo a passo da receita da polenta da serra gaúcha, fiz um vídeo no Instagram do @cafeviagem com o casal. Vale a pena conferir o vídeo neste link!  O vídeo também está disponível no Youtube (Veja aqui). A receita de polenta a seguir foi inspirada em uma que a gente comia e adorava deum restaurante antigo de Gramado que fechou, o Moscerino. No entanto,  a forma de preparo da polenta faz parte das memórias afetivas e gustativas da Neusa Benetti.

Segredo de uma boa receita de polenta da serra gaúcha: ingredientes de origem, raizes

Antes de mais nada, é preciso dizer que uma boa polenta precisa de bons ingredientes, de preferência da serra gaúcha. Usamos linguiça de Gramado que meu sogro encomenda (contato abaixo). E a farinha de milho crioulo moída na pedra do Monã de Canela. Recomendo também usar um bom queijo colonial da serra (Ferrari ou Cichelero de Carlos Barbosa) ou o queijo serrano.

Contato Monã farinha de milho:  contato@vivamona.com.br ou (54) 9991-93611
Contato Linguiça de Gramado:  (fala que foi o Hélio de Porto Alegre que indicou – quem sabe assim eles fazem um desconto para ele na próxima compra):  Zacania, Embutidos Colonial de Gramado, telefone (54) 3286 2639 – Rua Hugo Ramm, 158 Gramado

Receita de Polenta com linguiça, queijo colonial e alecrim 

Ingredientes

2 xícaras grandes de farinha de milho
1 litro de água
1/2 litro de leite
Manteiga (mais ou menos 2 colheres de sopa)
Queijo colonial a gosto
Linguiça de Gramado (usamos 3 nesta receita)
Alecrim
Sal a gosto
1 tablete de caldo de galinha

Modo de preparo

O passo a passo está completo neste vídeo

Mas explico brevemente: cozinhe a linguiça separadamente em uma frigideira sem gordura. Em uma panela grande e mais profunda, coloque a água, leite, sal, caldo de galinha, manteiga e a farinha de milho. Mexa todo o tempo até borbulhar e engrossar. Ao borbulhar, deixar em fogo baixo mexendo de vez em quando para não grudar por mais ou menos uns 20 min.

E força no braço 💪🏻

Em um prato fundo, coloque a linguiça, cubra com o queijo e alecrim. E por cima coloque a polenta quente. Sirva com um bom vinho da serra gaúcha!

 

15 comidas típicas da serra gaúcha que você precisa provar

 

Gostou? Qual a sua receita de polenta da serra gaúcha?

 

PARA SALVAR NO PINTEREST

veja aqui a nossa pasta da serra gaúcha no Pinterest

PIN SAVE

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO