Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Restaurante tibetano: cores, sabores e muita energia no Espaço Tibet

Espaço Tibet – o restaurante tibetano em Três Coroas na serra gaúcha

Sempre tive vontade de conhecer o restaurante tibetano em Três Coroas na serra gaúcha, o Espaço Tibet. Já tinha lido muita coisa sobre o local e sobre a história incrível do chef e tibetano Ogen Shak. Estava voltando de Gramado de carro para Porto Alegre (RS) e programei para almoçar por lá com minha mãe em uma sexta-feira. Foi perfeito. Aproveitei também para subir ao Templo Budista de Três Coroas após o almoço. Aliás, esse é um passeio perfeito na serra gaúcha: casar o almoço do Espaço Tibet com a visita ao Templo Budista, vai por mim! Já quem prefere aventura pode agendar outra atração imperdível em Três Coroas, o rafting pelas corredeiras do Rio Paranhana.

restaurante tibetano

Dica:

ideal é fazer este roteiro em Três Coroas de carro. Para alugar carro na serra gaúcha ou a partir de Porto Alegre, consulte neste link do nosso parceiro

Encontre Hotéis e Pousadas em Três Coroas com até 50% de desconto e cancelamento gratuito da reserva 

Como chegar ao restaurante tibetano Espaço Tibet

O Espaço Tibet é o primeiro restaurante tibetano do Brasil. Está situado em Três Coroas no Rio Grande do Sul, bem próximo à estrada principal que leva a Gramado na serra gaúcha, a RS 115. São 100 km de distância a partir de Porto Alegre (RS). As placas na RS 115  indicam o caminho do restaurante. Não tem erro.

restaurante tibetano

placas na RS 115 indicam o caminho do restaurante tibetano

Qual a distância do Espaço Tibet do Templo Budista? 

São por volta de 6 a 7 km de carro do Espaço Tibet ao Templo Budista, mas pode demorar até 20 minutos para fazer este percurso pois grande parte da estrada é de terra, subindo o morro.

Templo Budista

O Templo Budista está a 7 km do restaurante tibetano Espaço Tibet

Espaço Tibet, primeiro restaurante tibetano do Brasil

Chef Ogen Shak é um tibetano refugiado com uma incrível história de muito sofrimento e superação. E mais incrível do que a sua história inspiradora é a forma positiva e alegre de levar e aproveitar a vida. A paz e sabedoria em pessoa. E o restaurante de Ogen transmite essa energia positiva na comida, na decoração do ambiente e no jardim, tudo feito artesanalmente por Ogen e sua esposa brasileira. Inicialmente, Ogen inaugurou o restaurante com um sócio. Mas a sociedade não deu certo e Ogen recomeçou do zero. É o próprio Ogen que cuida da cozinha e do jardim do restaurante com muito afeto e capricho. Aliás, não deixe de reservar um tempinho para aproveitar os recantos do jardim do restaurante. Saiba que muita gente leva o chimarrão para aproveitar o local antes do almoço.

Ogen Shak

Ogen Shak, chef do Espaço Tibet em Três Coroas

Sobre a saga de Ogen atravessando o Himalaia

O Tibet é um pequeno país entre a China e a Índia, na bela Cordilheira dos Himalaia. Há mais de 60 anos, o povo tibetano sofre com a ocupação chinesa, iniciada em 1950. Ogen tinha 16 anos quando atravessou o Himalaia a pé, carregando dois irmãos menores. Uma jornada em busca da liberdade em direção à Índia. Volta e meia o restaurante Espaço Tibet oferece uma Noite Tibetana onde Ogen conta todos os detalhes dessa saga em busca da liberdade que o trouxe ao Brasil.

Mas seguindo a história… após a fuga cruzando o Himalaia, Ogen foi resgatado por um grupo de ajuda humanitária no Nepal, Estava muito doente e tinha gangrena. Passou um ano no hospital para refugiados e sofreu várias cirurgias, tendo dedos dos pés amputados. Quem financiou o tratamento de Ogen no hospital foi um “anjo” americano que nunca quis se identificar, uma boa alma. Muitos de seus amigos e companheiros nessa jornada não tiveram a mesma sorte e sofreram com membros amputados por conta da gangrena. Após reencontrar os irmãos pequenos e a família na Índia, Ogen foi reconstruir a vida no Brasil. Encontrou o amor de sua vida no templo budista de Três Coroas. E resolveu ficar por aqui, criando o seu espaço e restaurante tibetano.

Os sabores do Espaço Tibet

Os tibetanos são um povo de muita espiritualidade e paz. E muito dessa rica cultura está presente no ambiente e nos sabores do Espaço Tibet. As cores do ambiente de destacam. Figuras budistas estão presentes no salão do restaurante e no jardim. Sou um pouco ansiosa (na verdade muito ansiosa) e esse lugar me tranquilizou bastante, mesmo com seu colorido em tonalidades fortes e gritantes. A atendente nos recebeu e explicou pacientemente a proposta dos pratos do restaurante tibetano, bem como temperos. Salientou a importância de não pedir apenas um prato e, sim, uma sequência.

Aviso: é possível pedir meia porção de quase todos os pratos do cardápio. Começamos a nossa saga tibetana à mesa com refrescantes coquetéis de frutas (sem álcool, já que estava dirigindo) – maravilhosos.

Espaço Tibet Três CoroasOs momos tibetanos

Logo após, provamos um dos pratos mais celebrados e indicados no cardápio do Espaço Tibet, os momosespécie de trouxinhas tibetanas (R$ 15,90). Eu achei semelhante a uma massa recheada. O meu estava divino e era com manjericão e especiarias tibetanas. O da minha mãe era com molho vermelho.

restaurante tibetano Três Coroas

Momos – especialidade tibetana que adorei

A salada do Chef também não deve ser descartada para um almoço completo. Estava deliciosa e com molho muito gostoso.

Prato principal

E já que estamos em um restaurante tibetano, provei o Racha prato principal com pernil de cordeiro molho de cravo e pimenta sichuan. Quem não é fã de cravo – como eu –  pode trocar a especiaria por anis. Foi o que eu fiz!

restaurante tibetano

Racha – prato tibetano do Espaço Tibet

Minha mãe que estava comigo pediu um prato sem carne, bem gostoso e com um pãozinho tibetano que amei: o Shatok Ninandu. 

restaurante tibetano Três Coroas

prato sem carne do Espaço Tibet que gostamos bastante no Espaço Tibet

Reserve um espaço para a sobremesa

Depois de todo este banquete, a gente bem que pensou em dispensar a sobremesa. Mas fomos recomendados fortemente a não cometer tamanho sacrilégio. Ainda bem, pois dividi com minha mãe um dos melhores doces que provei nos últimos tempos,  feito com purê de banana, o Nohlok Tse Tradicional ♥️ ♥️ ♥️ ♥️ (R$ 16,90)

restaurante tibetano

Quero voltar ao Espaço Tibet para comer novamente esta sobremesa e os momos que amei

No jardim do restaurante tibetano com Ogen

No final da refeição, o Chef Ogen aparece e passa pelas mesas com seu sorriso e alegria contagiante. Conversa com os clientes, tira fotos e nos transmite um pouco da sua paz. Eu ainda tive a honra de tomar um chá e conversar com ele no seu jardim. Coloquei parte desta conversa no meu Instagram @amoserragaucha (olha lá nos Destaques “Três Coroas”)

Espaço Tibet Três Coroas

Ah, o Espaço Tibet também tem uma lojinha, com aquelas rodas de oração tibetanas e até músicas tibetanas. Vale a visita.

Quanto custa almoçar no restaurante tibetano ? 

Para valores do almoço e dos pratos, acesse o site do restaurante que tem o menu completo com preços. Uma pessoa gasta em média de R$ 100 a 150 reais para uma refeição completa, sair feliz da vida e já ir embora pensando em voltar ao Espaço Tibet.

  Parabéns Ogen, de coração. Eu adorei a tua comida, tua história e o teu espaço incrível. Quero voltar.

 

SAIBA MAIS


ESPAÇO TIBET  – restaurante tibetano
Rua Alagoas 361, próximo à rotatória da RS 115 
Três Coroas – Rio Grande do Sul
Brasil
Horário: de quarta-feira a sexta:11:45 – 15:00
Sábados, Domingos e Feriados: 11:45 – 16:00
Informações e reservas: (51) 3546.5763
ou (51) 99678.3184
Site: www.espacotibet.com.br

 

Pesquise aqui Hotéis em Três Coroas.
O Café Viagem indica o Ecoland e o Ibis para hospedagem, ambos em Igrejinha, cidade coladinha em Três Coroas.

Siga @amoserragaucha e @cafeviagem no Instagram  e acompanhe as dicas da Serra Gaúcha

Veja o post Guia da Serra Gaúcha no Café Viagem:

Post índice com todas as dicas da Serra Gaúcha

 

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO