As inesquecíveis Casa Marin e Matetic no Vale de Casablanca

Por Alexandra Aranovich

Chile é famoso pelos seus excelentes vinhos e belas vinícolas. Aliás, muitas dessas vinícolas estão próximas de Santiago do Chile. Depois de fazer uma pesquisa com amigos (minha amiga Isabela Truda Boaz que deu esta dica certeira), a recomendação foi ir um pouco mais adiante (viagem de 100km partindo de Santiago) até o Vale de Casablanca.

 


A CASA MARIN

É claro que o nome da região vem da fama da produção de vinhos brancos da região (e que vinhos brancos!). Para a turma que torce o nariz para brancos: bons tintos também marcam sua presença nessa rota, como pinot noir da Casa Marin ou da Amayna. Assim, partimos bem cedo de Santiago e nossa primeira parada foi na Casa Marin, onde fomos atendidos por Osvaldo, irmão da proprietária(Maria Luz Marin) da pequena e premiada vinícola orgânica. Ele explicou detalhes da produção e características dos vinhos desta  jovem viña que iniciou a sua produção por volta de 98/99.

Contudo, mesmo jovem, a Casa Marin já é destaque mundo afora. Logo depois, sentamos e apreciamos vários rótulos ma-ra-vil-lho-sos – grande momento!

Entendo pouco de vinhos, mas posso garantir que, so far, so good, foram os vinhos com mais personalidade que já degustei.


A MATETIC

Por volta das onze horas da manhã, seguimos rumo a outra vinícola exemplar, mas desta vez enorme: a Matetic. Seu diferencial é ser orgânica e biodinâmica. Ou seja, respeita todo o ciclo da natureza sem utilizar nada de produtos químicos. Tanto cuidado só poderia resultar num vinho de qualidade superior e com um preço acima da média. Não é por menos que os chilenos apelidaram a Matetic de “Matechic.” E mais: esse ano a Revista Wine & Spirits elegeu pela segunda vez a Viña Matetic entre uma das 100 melhores do mundoA grande estrela da casa é o Shiraz. Novamente, fizemos uma degustação espetacular. Dessa vez, beliscando um queijo de ovelha produzido na própria fazenda da vinícola. Fizemos comprinhas e fomos almoçar no  restaurante Equilibrio dentro da Matetic, pilotado pelo chef Matias Bustos. Mil vezes recomendo! Vem ser feliz neste gazebo em madeira com janelas de vidro com vista para o lago e o bosque. Paradise!

Nossos pratos faziam parte de um pacote (tour + degustação + almoço harmonizado).
Entradas: ceviche ou salada verde fresquinha com camarões (juro, não era qualquer salada). Prato principal: carne plateada (prato típico chileno) ou peixe. E mais, sobremesas divinas. Foi uma de nossas melhores refeições da viagem, sem sombra de dúvida.
Quem quiser pode estender a visita e ficar na pousada chique da Matetic, a La Casona (que fica ao lado do restaurante). Para os interessados, o preço da diária é em torno de 500 dólares.
Existem muitas empresas que levam os turistas às vinícolas próximas de Santiago. Eu fiz o meu tour com Exploring Chile e recomendo para quem quer algo mais personalizado. Custa um pouco mais, porém garante mordomias e conforto. O pacote completo da Exploring Chile com  almoço harmonizado + tour  em 2 vinícolas + degustação + transporte até o local saiu por volta de US$ 250  por adulto.unnamed-1


SAIBA MAIS
Casa Marin: www.casamarin.cl
Mais informações sobre o Vale: www.casablancavalley.cl 
Outras boas vinícolas próximas para visitar:
www.vgs.cl

LEIA TAMBÉM: 

Hotéis Punta Del Este


  • Compartilhe
Alexandra Aranovich
Alexandra Aranovich
A autora dos textos e fotos do blog é publicitária e faminta por viagens e experiências gastronômicas. Além do Café Viagem, é colunista do Caderno Vida do jornal Zero Hora, autora do Guia Essencial Gramado e Canela da Pulp e do blog Destemperadinhos. Mora em Porto Alegre, mas vive por aí com o coração no mundo, sonhando com o próximo destino.
11
dez
11
Deixe o seu comentário!
  1. Nós no Mundo14/08/2012 - 18:49

    Oi Alexandra!!!

    Adorei o seu post!

    Esse seu almoço no restaurante da Matetic pareceu tudo de bom!

    Também visitei o Valle de Casablanca, mais especificamente a Viña Indómita, e fiquei encantada com a região. Infelizmente não deu para almoçar por lá. O tempo estava corrido… mas o vinhos certamente compensaram!

    Publiquei um texto no blog de viagens que escrevo sobre o Valle de Casablanca e citei esse seu post. Dê uma olhadinha lá: http://www.nosnomundo.com.br/2012/08/valle-de-casablanca-degustacao-de-vinhos-e-almoco-gourmet-a-poucos-quilometros-de-santiago/

    Bjs, Anna Bárbara

  2. marcia28/09/2013 - 09:56

    vou para santiago em 18/02/2014. gostaria de no dia 18/02 ir para val paraiso, passando na vinicolas com almoço. conhece algum remis/??

    • Alexandra Aranovich29/09/2013 - 16:54

      Oi Marcia
      Na verdade só testei o serviço da empresa Exploring Chile para as vinícolas. Porém, acredito que não deve ser difícil de encontrar. Procurou no google?
      Beijos