Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Os vinhos e espumantes brasileiros no Guia Descorchados 2020

Guia Descorchados 2020: vinhos e espumantes brasileiros em destaque

Semana passada recebi pelo correio o Guia Descorchados 2020. Encomendamos direto do site. Após passar um pano com álcool – em tempos de quarentena e coronavírus- o capítulo Brasil foi o primeiro a ser devorado com muito entusiasmo na minha varanda. Para os leitores do Café Viagem, que compartilham a paixão por vinho e serra gaúcha, fiz um breve resumo sobre os comentários de Patricio Tapia sobre os vinhos brasileiros. Tapia é o autor do Guia Descorchados, considerado a referência mundial de vinho da América do Sul, uma bíblia. Junto com sua equipe, ele degusta mais de três mil rótulos da Argentina, Chile, Uruguai e Brasil. Muitas vezes, o guia tem o poder de transformar rótulos em ícones.

Anteriormente, já havia feito um post com os destaques da Miolo e Casa Valduga no Guia Descorchados 2020 (veja aqui). A seleção desse post anterior foi enviada por assessoria de imprensa. A seguir, são os meus comentários após receber o guia e a seleção dos vinhos brasileiros  mais bem pontuados. Para você aproveitar e brindar. Não esqueça: é tempo de valorizar o que é nosso, vinho made in Brazil, do Sul ao norte do Brasil: vinhos da Campanha Gaúcha, Serra Gaúcha, Campos de Cima da Serra, Santa Catarina, Vale do Rio São Francisco e de outras pequenas regiões vitivinícolas como São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Espírito Santo.

Lendo o Guia Descorchados 2020 na quarentena


Espumantes e vinhos naturais brasileiros ganham destaque no Guia 2020

O Brasil foi inserido no Guia Descorchados a partir de 2015. Inicialmente, os destaques eram apenas para espumantes. Hoje, alguns vinhos brasileiros já aparecem no Guia. No entanto, o entusiasmo do autor fica bem nítido: são as borbulhas do Brasil que emocionam e ganham as melhores pontuações. O Guia Descorchados 2020 evidencia –  como em anos anteriores –  que há dois temas emergentes no mundo do vinho brasileiro: os espumantes e os vinhos naturais.

Eduardo Zenker da Arte da Vinha (Garibaldi e Monte Belo do Sul) e a Casa Ágora de Pinto Bandeira (que eu não conhecia e faz vinhos com selo orgânico) despontam como projetos pequenos e de muito destaque para Patrício Tapia. O autor tem uma seção de “Pequenas Aventuras” onde classifica a nova cena do vinho brasileiro de pequenos produtores e poucas garrafas.

Além dos espumantes em método tradicional, o guia também ressalta a qualidade do Moscatel brasileiro e do espumante em método Charmat. Luiz Argenta, Cave Geisse, Casa Valduga, Nero (do Grupo Valduga), Estrelas do Brasil, Miolo, Hermann, Peterlongo, Pizzato, Casa Perini, Don Guerino, Vistamontes, Valmarino, Santa Augusta, Maximo Boschi são as marcas que apresentam rótulos com boas pontuações no quesito espumante ou moscatel.

espumantes brasileiros cada vez mais em destaque

 

Serra Gaúcha com forte presença no Guia Descorchados 2020

A propósito, as vinícolas da serra gaúcha são as que mais se destacam no Guia Descorchados 2020. Nesta edição do Guia, Santa Catarina, Campanha Gaúcha e outras regiões do Brasil aparecem com pouca representação. Quinta da Neve, Leone di Venezia, Santa Augusta, Domínio Vicari, Thera e Bigorna da Sapiencia foram os destaques da serra catarinense.

Casa Valduga: Vinícola do Ano

Ao meu ver, a Casa Valduga é a vinícola de maior destaque no Guia Descorchados 2020. Além de levar o prêmio de Vinícola do Ano (no capítulo Brasil), tem vários rótulos premiados com altas pontuações (tanto da marca Valduga quanto da Ponto Nero que através da Domno faz parte do grupo Valduga). Um dos espumantes mais elogiados do Guia de 2020 (e também no ano anterior) é o Sur Lie Nature Valduga. Trata-se realmente de uma das melhores relações custo-benefício no quesito espumante brasileiro. Aliás, faz parte de um estilo de espumante que está crescendo muito no Brasil. O Sur Lie (ou sem dégorgement) apresenta uma cor turva já que tem as borras e não passa por dégorgement – método pelo qual os sedimentos da segunda fermentação do espumante (ou Champagne) é retirado.

O Sur Lie Valduga é uma bebida gastronômica, ideal para ser degustada com pratos mais gordurosos ou queijos.

Outro rótulo da Valduga que aparece com muito destaque no Guia é o novíssimo Era SO2 Chardonnay. Degustei este vinho branco na própria vinícola em setembro de 2019 e fiquei encantada. O Era foi eleito melhor branco e vinho revelação.

Guia Descorchados espumantes Brasileiros

Vinhos brancos e tintos brasileiros

Afora os espumantes, o Descorchados 2020 destaca o potencial de Pinto Bandeira para o Cabernet Franc (o rótulo da Casa Ágora de Pinto Bandeira surpreendeu). Os profissionais envolvidos com o Guia degustadaram 308 vinhos tranquilos brasileiros (tintos, rosés e brancos, sem borbulhas), mas apenas 56 ficaram na seleção final. Segundo Patricio Tapia, o Brasil ainda precisa preencher uma lacuna que existe entre os bons espumantes brasileiros e o restante. Segundo o autor, o estilo especialmente dos tintos brasileiros ainda lembra vinhos argentinos e chilenos que eram produzidos antigamente (há uma década). Mas há excessões, como alguns vinhos tranquilos que se destacam ao longo do guia, com mais entusiasmo para os naturais.

Os vinhos tranquilos são uma dívida da viticultura brasileira. Uma dívida grande – Patrício Tapia

 

Fica a dica, Patrício Tapia. Volta pra provar a safra de 2020 do Brasil que promete ser uma das melhores de todos os tempos!! Eu mesma, sou muito fã dos brancos brasileiros e senti falta deles no Guia.

Estamos diante da safra das safras – presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE), Daniel Salvador

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Enologia, o comportamento climático e as condições técnicas atuais foram determinantes para considerar a safra de 2020  a melhor de todos os tempos no Brasil. A avaliação chega de todas as partes, a partir da troca de informações entre enólogos que atuam nas mais diversas regiões produtoras do país. Vamos torcer para que o Brasil se destaque cada vez mais não só nos espumantes como nos vinhos tranquilos, certo?

Descorchados 2020

Descorchados 2020: vinhos brasileiros em destaque

 

Melhor Espumante – 94 pontos

Luiz Argenta
Luiz Argenta Cave 48 meses Nature Rosé Pinot Noir 2015

Flores da Cunha

Casa Valduga
Sur Lie 30 meses Nature Chardonnay Pinot Noir
Vale dos Vinhedos

Melhor Branco – 92 pontos

Casa Valduga
Era SO2 Free Chardonnay 2019
Serra do Sudeste

Eduardo Zenker
Arte da Vinha Magmatic Chardonnay N/V
Monte Belo do Sul

Melhor Tinto – 93 pontos

Casa Ágora
Kame Cabernet Franc 2018

Pinto Bandeira

Miolo Wine Group
Miolo Lote 43 Merlot Cabernet Sauvignon 2018
Vale dos Vinhedos

 

Casa Valduga:Vinícola do Ano


Casa Ágora: Vinícola Revelação do Ano

Descorchados 2020 Brasil

Vinícola do Ano Casa Valduga e Vinicola Revelação: Casa Ágora

Vinho Revelação 

Casa Perini
Crudo Nero di Bianca Merlot, Moscato 2019
serra gaúcha
91 pontos

Casa Valduga
Sur Lie 30 meses Nature Rosé, Chardonnay, Pinot Noir e N/V
Vale dos Vinhedos
93 pontos

Casa Valduga
Era SO2 Free Chardonnay 2019
Serra do Sudeste
92 pontos

Domno do Brasil
Ponto Nero Icon 40 meses Brut Chardonnay N/V
Vale dos Vinhedos
92 pontos

Estrelas do Brasil
Sur Lie Selvagem Nature Trebbiano 2016
Faria Lemos – Bento Gonçalves
92 pontos

Cave Geisse
Cave Amadeu Laranja Nature Chardonnay 2017
Pinto Bandeira
93 pontos

Miolo Wine Group
Seival by Miolo Brut Rosé Pinot Noir, Pinot Gris  N/V
Campanha Gaúcha
90 pontos

Penzo
Ombra Glera 2018
São Valentim do Sul
92 pontos

Projeto Origens
Clarin Tannat 2019
Alto Feliz
90 Pontos

Melhor Espumante Método Tradicional – 94 pontos

Casa Valduga
Sur Lie 30 meses Nature Chardonnay Pinot Noir N/V

Vale dos Vinhedos

Luiz Argenta
Cave 48 meses Nature Rosé Pinot Noir 2015
Flores da Cunha

Melhor Espumante Método Charmat – 92 pontos

Domno do Brasil
Ponto Nero Icon 40 meses Brut Chardonnay N/V
Vale dos Vinhedos

 

Melhor Moscato – 91 pontos

 

Monte Paschoal
Moscatel Espumante Moscato N/V
Farroupilha

Maximo Boschi
Vezzi per Boschi Ganimedes Moscatel 2019
Serra Gaúcha

Melhor Brut – 93 pontos


Casa Valduga
130 meses Brut Chardonnay, Pinot Noir N/V
Vale dos Vinhedos

Geisse
Cave Geisse Brut Magnum Chardonnay, Pinot Noir 2013
Pinto Bandeira

Geisse
Cave Geisse Blanc de Noir Brut Pinot Noir 2016
Pinto Bandeira

Melhor Extra Brut – 93 pontos

Maximo Boschi
Biografia Extra Brut Chardonnay, Pinot Noir 2013
serra gaúcha

 

Melhor Nature – 94 pontos

Luiz Argenta
Luiz Argenta Cave 48 meses Nature Rosé Pinot Noir 2015

Flores da Cunha

Casa Valduga
Sur Lie 30 meses Nature Chardonnay Pinot Noir N/V
Vale dos Vinhedos

Melhor Bento Gonçalves – 93 pontos

Maximo Boschi
Biografia Extra Brut Chardonnay, Pinot Noir 2013
serra gaúcha

Melhor Campanha Gaúcha  – 92 pontos

Miolo Wine Group
Vinhas Velhas Tannat 2018
Campanha Gaúcha

 

Melhor Farroupilha – 92 pontos

Casa Perini
Casa Perini Nature Chardonnay, Pinot Noir N/V

 

Melhor Pinto Bandeira  – 93 pontos

Casa Ágora
Kame Cabernet Franc 2018

Cave Geisse
Cave Amadeu Laranja Nature Chardonnay 2017

Melhor Serra Catarinense  – 92 pontos

Negroponte
Bigorna da Sapiencia
Sangiovese, Ojaleshi, Agiorgitiko 2019
São Joaquim

 

Melhor Vale dos Vinhedos  – 94 pontos

Casa Valduga
Sur Lie 30 meses Nature Chardonnay Pinot Noir N/V

Superpreço – 91 pontos

Monte Paschoal
Moscatel Espumante Moscato N/V
Farroupilha

 

SAIBA MAIS

GUIA DESCORCHADOS 2020
Guia estará à venda nas  livrarias e online
Valor Guia R$ 150

 

Influenciadores dão 5 dicas de vinho até R$ 50 para quarentena

+ Dicas de vinhos nacionais no Café Viagem

 

15 países em 8 meses bebendo vinho

Post índice Bento Gonçalves e Garibaldi na Serra Gaúcha

15 posts de vinho para brindar a viagem

Concurso Espumantes Brasileiros 

8 vinícolas e vinhos em Santa Catarina

 Vinhos Brasileiro Safra 2019 – veja os destaques da Avaliação Nacional de Vinhos 2019

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO