Roteiro Pré-Alpes da Suíça: 2 dias em La Gruyère, Broc e Charmey

Por Alexandra Aranovich

O post roteiro Pré-Alpes da Suíça (2 dias em La Gruyère, Broc e Charmey) tem todos aqueles clichês típicos suíços: queijo, fondue, chocolate, alpes, vaquinhas e cenários bucólicos.  O que conto abaixo faz parte das emoções de um dos passeios mais fantásticos que fiz pela Suíça na região dos pré-alpes de Friburgo, mais precisamente nos vilarejos de BROC, LE GRUYÈRE, CHARMEY e MOLÉSON. Foi necessário um dia e meio para percorrer alguns dos pontos principais dessa área. Para quem quiser fazer o passeio com tranquilidade, recomendo 2 dias inteiros por paisagens dignas de um conto pastoril.  

Todos os clichês Suíços de uma só vez e num lugar lindooooo

Todos os clichês Suíços de uma só vez e num lugar lindooooo

Momento feliz no alto da montanha de Charmey na região de Gruyère

Momento feliz no alto da montanha de Charmey na região de Gruyère

 

 

Onde fica a região de Fribourg na Suíça ?

FRregion_logo_footerA região dos Pré-Alpes no Cantão de Fribourg (parte ocidental do país) é próxima do Lago de Genebra (leia-se Lausanne, Montreux, Vevey, Genebra). Em uma hora de trem (partindo da Riviera Suíça de Montreux), você chega em um dos vilarejos de Fribourg. É possível fazer um bate-volta no mesmo dia de trem (o Trem do Chocolate  faz isso, e trens comuns, também! Dica: use o Swiss Pass). Eu acabei passando uma noite no vilarejo de Charmey (que no inverno é uma estação de ski) e recomendo veemente. É a mais pura emoção –  é a Suíça na veia, vai por mim! Veja neste link o mapa dos locais visitados.

clique no mapa e confira os pontos visitados

clique no mapa e confira os pontos visitados


 Como chegar

Você pode chegar a Fribourg de carro, ônibus ou trem. O jeito mais turístico e charmoso é pegar  o famoso TREM DO CHOCOLATE que parte da estação de trem de Montreux às 8h57 em ponto e retorna no fim do dia às 17h34. Faz um bate-volta bem agradável. A viagem inclui: café da manhã no trem, todo o transporte (parte do trajeto aos vilarejos é feito de ônibus) assim como visita à Maison du Gruyère, à Maison Cailler (fábrica dos chocolates)e vilarejo medieval de Gruyère. Para quem curte comprar o pacote completo e não se estressar com nada, recomendo essa opção.

 

De um vilarejo ao outro, há trilhas e placas apontando o tempo de caminhada do trajeto! Adorei

De um vilarejo ao outro, há ônibus e trilhas para caminhadas. A placas apontam o tempo do trajeto a pé! Adorei

Agora, se você faz o tipo que gosta de explorar a região, caminhar, se perder pelas vilas e fazer o seu próprio roteiro, sugiro ir de carro ou pegar o trem comum (que está incluso no seu Swiss Pass) e dormir pela região pelo menos uma noite.

 

Até na chuva, muita gente caminha, faz hiking

Até na chuva, muita gente caminha, faz hiking

 

 Quando ir e as principais atrações

Enquanto no inverno Fribourg é lugar de romance e estações de ski, no verão a região se transforma em pura alegria para os turistas e aventureiros de plantão. Há muita gente fazendo trilhas ou circuitos de bicicleta Dá só uma olhada aqui site oficial de Fribourg) para ver quantos passeios legais é possível fazer por lá. Atividade ao ar livre é o que não falta. E um prato cheio de atrações para quem viaja em família.

A seguir, o meu roteiro completo feito no verão.

Roteiro Swiss Experience Fribourg

R O T E I R  O   D E   V E R Ã O    2   D I  A S

E M   F R I B O U RG    N A   S U Í Ç A

 

1. PRIMEIRO DIA :    P A R T I  D A

Parti bem cedo de Lausanne de trem e em poucos minutos cheguei na Estação de Montreux. Lá é possível embarcar em trens diários para Fribourg com o seu bilhete de Swiss Pass, que tem a facilidade de não precisar marcar lugar no trem. Basta chegar no trem desejado e embarcar. Na estação de Montreux é possível comprar o bilhete para o Trem do Chocolate (TRAIN DU CHOCOLAT – GOLDEN PASS) que parte às 8h57 em ponto.

trem suica

trem de Lausanne a Montreux

 

2. PRIMEIRO DIA: 
T R A I N     DU   C  H O C O L A T   MONTREUX A GRUYÈRE

Embarquei na primeira classe no vagão panorâmico do Train du Chocolat. O trem partiu pontualmente (como todos na Suíça) às 8h57. Uma pena que o tempo estava nublado e chuvoso, o que prejudicou muito o visual da minha janela. Como eu queria ter as duas experiências (trem comum e trem do chocolate), não voltei com o pacote que tinha do Trem do Chocolate para Montreux. Fiquei uma noite por lá (e recomendo!!)

Afora a paisagem, não há grandes atrações no Trem do Chocolate no caminho até Gruyère. Apenas o café da manhã que é servido no caminho. É oferecido croissant de chocolate, café, chocolate quente e chocolates suíços – tudo incluso no tour do trem.

Trem do Chocolate

 

3. PRIMEIRO DIA:
L A   M A I S O N    D U   G R U Y È R Elogo_fr

A primeira parada do trem é a MAISON DU GRUYÈREespaço bem lúdico projetado para mostrar como o queijo gruyère é produzido. Da alimentação das ricas vaquinhas suíças dos Alpes ( o que resulta no leite de altíssima qualidade e sabor para fabricar os melhores queijos e chocolates) à fabricação do queijo, finalizando com uma gostosa degustação. Outra atração do local é o restaurante e a loja com vários souvenirs clichês da Suíça: canecas, chaveiros, queijos, chocolates, enfim, tem de tudo um muito. Dica: os queijos no local são produzidos entre 9h e 11h; 12h30 e 14h30. Reserve no mínimo 1 hora para este tour.

comprinhas na Maison du Gruyère, oba!!!

comprinhas na Maison du Gruyère, oba!!!

 Maison Gruyere

próxima parada: aldeia de La Gruyère. Linda!

próxima parada: aldeia de La Gruyère. Linda! No alto, o Château de Gruyère

 

4. PRIMEIRO DIA:
V I L A R E J O   D E    G R U Y È R Elogo

Após a Maison du Gruyère, o grupo do Trem do Chocolate parte de ônibus para o pequeno VILAREJO MEDIEVAL DE GRUYÈRE. Um encanto sem fim: charmoso e com uma vista linda. Há ônibus e trilha para chegar até o vilarejo. Com tempo, sugiro ir caminhando (mas aviso aos preguiçosos que há subidas!). Logo na entrada do vilarejo, há estacionamento para carros e um Posto de Informações Turísticas (Le Gruyère Tourisme).

 

Mesmo com chuva, o vilarejo é puro charme!

Mesmo com chuva, o vilarejo é puro charme!

Chegando no castelo da aldeia

Chegando no castelo da aldeia

Linda vista do castelo

Linda vista do castelo

Por lá visitei o CHÂTEAU DE GRUYÈRE (castelo que abrigou condes dos séculos XI ao XVI), o MUSEU HR GIGER (designer suíço criador do visual de Alien e outros monstros do cinema – algo um pouco inusitado para uma vila medieval) e o BAR E CAFE HR GIGER (parece um cenário de filme!). O oscar que Giger ganhou no filme Alien está exposto no museu!

O museu excêntrico do suíço ganhador do Oscar por Alien - MUSEU HR GIGER

O museu excêntrico do suíço ganhador do Oscar por Alien – MUSEU HR GIGER

o artista jovem e suas criações estão expostas no Museu

o artista jovem e suas criações estão expostas no Museu

O mais excêntrico ainda Bar e Café HR GIGER (que fica logo em frente ao Museu). Visita imperdível

O mais excêntrico ainda Bar e Café HR GIGER (que fica logo em frente ao Museu). Visita imperdível

Tudo no vilarejo parece perfeito, cenário de filme

Tudo no vilarejo parece perfeito, cenário de filme

Além de uma caminhada agradável pela única ruela da aldeia, agende-se para uma almoço gostoso por lá. Como o dia (mesmo no verão) estava frio e chuvoso, o fondue legítimo foi a grande pedida. O local eleito foi o AUBERGE DE LA HALLE (Rue du Bourg 24). Recomendo.

Almoço delicioso no La Halle: salada, entradas, vinho branco e um fondue para um dia frio de chuva - perfect!

Almoço delicioso no La Halle: salada, entradas, vinho branco e um fondue para um dia frio de chuva – perfect!

A prova de que mesmo em pleno verão pode fazer muito frio para se jogar num bom fondue!!

A prova de que mesmo em pleno verão pode fazer muito frio para se jogar num bom fondue como o do Auberge de La Halle

 

5. PRIMEIRO DIA: 
V I S I  T A   À   M A I S O N    C A I L L E R   E M
B R O C

logo
Depois de um almoço delicioso com queijo, nada melhor do que ir atrás da sobremesa. Do vilarejo de Gruyère, por volta das 14h30, parti para outro vilarejo vizinho, BROC onde está situada a famosa casa dos chocolates Cailler (marca da Nestlé), uma das atrações mais visitadas na Suíça. No Café Viagem, temos um post completo dessa experiência, veja aqui: a FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATES DA CAILLER. Minha irmã que também fez este passeio sugere sempre ir caminhando de um vilarejo ao outro pois a paisagem é lindaaaa. Eu fui de carro por falta de tempo!
Visita-Cailler-Suica

No final do tour da Cailler, uma farta degustação

No final do tour da Cailler, uma farta degustação

 

6. PRIMEIRO DIA:
V I L A R E J O   D E   C H A R M E Y |
H O  T E L   E    S P A

Captura de tela 2015-04-29 às 15.17.07

Se eu tivesse feito todo o tour do Trem do Chocolate, por volta das 16h seria o momento de voltar para Montreux. Mas fiz diferente, fiquei pela região e dormi no mágico VILAREJO DE CHARMEY (que terá um post completo em breve no Café Viagem). No inverno, a vila se transforma em uma estação de esqui. No verão, prepare-se para conhecer o charme das montanhas em pessoa, ou melhor, em forma de vilarejo.

Charmey Swiss queijos (1)

Charmey Suica

Fiquei hospedada no pequeno e encantador L’ETOILE – que além de pousada de charme é um restaurante pra lá de especial. Antes de jantar, por volta das 18h da tarde, caminhei até o LES BAINS DE LA GRUYÈRE – espécie de spa gigante de piscina aquecida (de água mineral) com massagens relaxantes e saunas. FANTÁSTICO e IMPERDÍVEL. Amei cada segundo lá dentro! Paga-se um ingresso para entrar. Há piscinas fechadas com vista dos vidros para as montanhas e ao ar livre. E ainda: piscina para crianças. Simplesmente incrível. Finalizei o dia jantando ajoelhada a comida maravilhosa do L’Etoile. E agradeci por este fim de dia inesquecível.

—> Leia aqui o post completo do Café Viagem sobre hotel L’Etoile e vilarejo de Charmey

O maravilhooooso Spa LES BAINS DE LA GRUYÈRE - detalhe: é proibido fotografar na piscina.

O maravilhooooso Spa LES BAINS DE LA GRUYÈRE com vista para as montanhas – detalhe: é proibido fotografar na piscina.

O quarto do hotel com todo o jeito de chalé suíço.

O quarto do hotel com todo o jeito de chalé suíço.

Sonho em voltar um dia à Charmey e à Fribourg com toda a família. Veja neste link todas as atrações do vilarejo e arredores!

o restaurante maravilhoso da pousada

jantando com minha taça de vinho no restaurante maravilhoso do hotel-chalé. Fim do dia perfeito!

 

7. SEGUNDO DIA:  
T E L E F É R I C O   E   Q U E I J O S
N A   M O N T  A N H A 

Após um café maravilhoso no L’Etoile fui bem cedo pela manhã (na companhia do simpático representante do Turismo de Gruyère, Guillaume Schneuwly) ao Rapido Sky Cable Carteleférico que leva ao alto da montanha em Charmey e mostra toda a paisagem belíssima da região. Amei, amei!  No alto da montanha há atividades esportivas (consulte www.charmeyaventures.ch), bicicletas especiais para descer a montanha, espaço para piquenique, entre outras atividades.

Charmey Swiss Experience

Visitei a produção artesanal de queijo de uma família (Famille Piller) proprietária de um chalé bem ao lado do fim da gôndola. Tive a honra de tomar outro café da manhã com eles com queijo fresquíssimo! Sensacional. Para agendar esta experiência é preciso procurar a central de turismo de Gruyère/Charmey. Voltei caminhando até Charmey pela trilha da montanha rodeada de árvores.

—> Leia aqui o post do Café Viagem sobre a experiência da produção de queijo artesanal.

provando queijos artesanais no chalé da família Piller

provando queijos artesanais no chalé da família Piller

Até cinema rola no verão no alto da montanha em Charmey

Até cinema rola no verão no alto da montanha em Charmey

atenção ao sapato correto para quem quiser fazer trilha. Tênis normal não é recomendado!

atenção ao sapato correto para quem quiser fazer trilha.  O tênis padrão não é recomendado!

 

8. SEGUNDO DIA:  
A L M O Ç O  N A S   M O N T A N H A S

Depois de encher os pulmões de oxigênio, sugiro fazer como os suíços: vá em busca dos eu achado gourmet pelas montanhas (a maioria só abre na primavera e verão). Almoçamos em um local bem típico e autêntico, o Buvette D’Alpage Chez Boudji (abre de maio a outubro). Experimentei a tradicional “soupe Chalet” (sopa suíça com queijo e batatas).  De 16 a 25 francos suíços é o que se paga por pessoa para comer no restaurante. Voltei de trem à tarde de Gruyère para Montreux (com baldeação em Montbovon). A viagem pela Suíça continuaria surpreendendo pelos vinhedos de Lavaux.

paradinha para almoço nas montanhas no Buvette D'Alpage Chez Boudji

paradinha para almoço nas montanhas no Buvette D’Alpage Chez Boudji

aproveitando o dia bom para comer ao ar livre apreciando o astral das montanhas suíças

aproveitando o dia bom para comer ao ar livre apreciando o astral das montanhas suíças

até a próxima!!! Já parti com vontade de voltar

até a próxima!!! Já parti com vontade de voltar

TREM SUICA

trem da volta para Montreux

 

FIM DO ROTEIRO ♥



Booking.com


unnamed-1
SAIBA
MAIS

 

ABAIXO, OS PRINCIPAIS PONTOS CITADOS NESTE ROTEIRO
CLIQUE AQUI E VEJA O MAPA DOS LOCAIS CITADOS NO ROTEIRO.

♥ REGIÃO FRIBOURG 
Rte de la Glâne 107  | 1701 Fribourg
Tel. +41 (0)26 407 70 20  | Fax +41 (0)26 407 70 29
information@fribourgregion.ch
www.fribourgregion.ch

 

♥ TREM DO CHOCOLATE – GOLDEN PASS
Rue de la Gare 22  | 1820 Montreux
Tel. +41 (0)21 989 81 90  | Fax +41 (0)21 989 81 05
info@goldenpass.ch  | www.goldenpass.ch
Preços variam entre 69 (crianças) a 120 francos (primeira classe) suíços. Quem tem o bilhete Swiss Pass tem desconto no bilhete.

2ª, 4ª e 5ª em maio, junho, setembro e outubro. Diariamente em julho e agosto. Não funciona de novembro a abril.

♥ LA MAISON DU GRUYÈRE
(a linha de trem tem parada  em frente à Maison)
Place de la Gare 3 | Pringy-Gruyère
Tél. +41(0)26 921 84 00, Fax +41(0)26 921 84 01
Google Map | Latitude: 46.582336 | Longitude: 7.072761
Site: www.lamaisondugruyere.ch
Preço entrada: média de 7 francos suíços. Preço especial para grupos e famílias.
Horário: das 9h às 18h

♥ VILAREJO DE GRUYÈRE
Informações turísticas: rue du Bourg 1, 1663 (na entrada do vilarjeo)
Restaurante e Pousada Auberge de la Halle
Site: www.la-gruyere.ch

 

♥ VILAREJO DE CHARMEY
Site: www.la-gruyere.ch/en/charmey
Les Bains de la Gruyère 
( O acesso à área comum do spa custa 26 francos suíços por três horas |  bainsdelagruyere.ch )
Hotel e restaurante L’ETOILEleia aqui o post do Café Viagem sobre Charmey e o hotel 
Restaurante nas montanhas: Chez Boudji  – Gîte d’Avau 1   |   1636 (caminho para Broc)
Post sobre produção de queijo família Piller, leia aqui!

 

♥ VILAREJO DE BROC
Visita CAILLER

 

TODA A SÉRIE SWISS EXPERIENCE NO CAFÉ VIAGEM 
Genebra
 | Carouge |
  Lausanne | Interlaken | Jungfraujoch |  Zurique |  Lavaux | Montreux
Roteiro Pré-Alpes Fribourg: Trem do Chocolate + Gruyère + Broc + Charmey

Voando de econômica com a Swiss Internacional Air Lines 

Voando de executiva com a  Swiss Internacional Air Lines
A facilidade de viajar pela Suíça com o SWISS PASS

Emoções de um Verão na Suíça
Sobre a  SWISS Experience, leia aqui.
O Roteiro completo de 7 dias pela Suíça francesa 

 

*Este post faz parte do roteiro de verão pela Suíça que fiz no projeto SWISS Experience. Cheguei na Europa por Zurique num voo da @SwissInternacionalAirlines. De lá, parti de trem para a região do Lago de Genebra e Fribourg onde fiquei 6 dias visitando Genebra, Lausanne, Montreux, Lavaux e os vilarejos de Broc, Le Gruyère e Charmey. Na segunda semana, conheci Zurique, Thun e a região no entorno de Interlaken.

  • Compartilhe
Alexandra Aranovich
Alexandra Aranovich
A autora dos textos e fotos do blog é publicitária e faminta por viagens e experiências gastronômicas. Além do Café Viagem, é colunista do Caderno Vida do jornal Zero Hora, autora do Guia Essencial Gramado e Canela da Pulp e do blog Destemperadinhos. Mora em Porto Alegre, mas vive por aí com o coração no mundo, sonhando com o próximo destino.
01
maio
15
Deixe o seu comentário!
  1. Bóia04/05/2015 - 09:02

    Oi, Alê. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

  2. carmen balsini ghisi rajzman23/05/2015 - 13:58

    Cara Alexandra,
    Tive a felicidade de descobrir o seu blog quando buscava informações sobre a Suiça e não poderia deixar de registrar o quanto gostei do conteúdo, forma e abordagem de sua s matérias. Parabéns por seu trabalho e esteja certa de que acaba de conquistar uma seguidora.

    • Alexandra Aranovich25/05/2015 - 08:42

      Carmem,
      Seu comentário é muito incentivador e simpático. Muuuuito obrigada.
      Se precisares de ajuda, fique à vontade para perguntar.
      Grande abraço e bem-vinda ao Café Viagem
      Alexandra

  3. Marcia Palhares23/05/2015 - 20:54

    Que roteiro de sonho!!! parabens pelo post!

  4. Thiago Castro24/05/2015 - 23:51

    Conheci Gruyère e Broc de carro pois era inverno (e o trem não funcionava no inverno) e mesmo assim foi fantástico!!!! A única parte que eu lamentei foi não ter visto os jardins do Chateau verdes. Por outro lado, estava bem vazio e conseguimos conhecer tudo com muita tranquilidade (coisa que eu adoro. rs).

    Parabéns pelo post!!

  5. Tatiana02/08/2015 - 10:28

    Oi, Alexandra. Estou planejando levar meus filhos pequenos para a Suíça ano que, estou encantada com seus posts. Agora tive certeza que ir para esse país com crianças vai ser o maior sucesso, parabéns! Abç.

  6. Caroline Cayres12/08/2015 - 20:29

    Olá, Alexandra, td bem?
    Adorei este post! Eu e meu marido estamos planejando nossa viagem à Suíça em agosto de 2016. Dá para fazer esse percurso que vc descreveu sem guia? Nós preferimos andar sem hora marcada!
    Bjks!

    • Alexandra Aranovich12/08/2015 - 20:43

      Oi Caroline!
      Que bom que você curtiu. Sim, dá para fazer sem guia, é bem tranquilo.
      Beijos e boa sorte
      Alexandra

    • Caroline Cayres05/02/2016 - 22:27

      Olá, Alexandra!
      Entre o trio Interlaken – Berna – Lucerna, qual é a melhor cidade para se hospedar, levando em consideração os passeios e deslocamentos entre elas? Obrigada!

  7. Marsella27/08/2015 - 15:22

    Ola Alexandra, moro em toulon sul da franca e adorei suas dicas dobre o trem de chocolate. Vou levar as criancas este final de semana! Muito boas as suas dicas!

  8. Caroline Cayres16/02/2016 - 20:00

    Olá, Alexandra!
    Entre o trio Interlaken – Berna – Lucerna, qual é a melhor cidade para se hospedar, levando em consideração os passeios e deslocamentos entre elas? Obrigada!

    • Alexandra Aranovich21/02/2016 - 13:10

      Oi Caroline

      Eu acabei não visitando Berna e Lucerna, apenas Interlaken e Thun. Interlaken é um destino beeeem turístico que oferece inúmeras opções de hospedagem. As pequenas cidades/vilas próximas também tem excelentes hospedagens e até mais em conta. De qualquer maneira, acho que Lucerna seria uma excelente opção de hospedagem. Só verifique bem as distâncias. Eu sugiro dividir entre Interlaken e Lucerna (um hotel em cada cidade).
      Beijos
      Ale

  9. Lara05/06/2016 - 23:48

    Oi Alexandra,
    Que post excelente! Parabéns!
    Vou em agosto e estou pensando visitar Gruyère e Broc por conta própria. Verifiquei no site da SBB que há trens com bastante opções de horários. Pela sua experiência, você diria que, indo pelo trem do chocolate, há tempo suficiente para visitar o Museu HR Giger e almoçar com calma antes de seguir para Broc? Na sua opinião, vale a pena fazer por conta ou o trem temático realmente vale a pena? (Vou comprar o Swiss Pass).

    • Alexandra Aranovich06/06/2016 - 08:02

      Oi Lara

      Obrigada. Olha só, se você quer ter a liberdade de fazer tudo no seu tempo, é melhor pegar o trem normal . Há trechos que você pode até fazer longas caminhadas e ir curtindo a paisagem. O trem do chocolate é um trem mais charmoso e que tem incluso os trajetos todos (Gruyere, Vilarejo e Broc). Dá tempo de curtir tudo sim.

      Abraços
      Alexandra do Café Viagem

  10. Elaine29/12/2016 - 11:40

    Eu ameiiii o seu blog!!!! Escreva sempre!!! De grande ajuda para quem vai pela primeira vez!!!! Obrigada por compartilhar tudo isso conosco!

    • Alexandra Aranovich31/12/2016 - 00:16

      E muito obrigada pelo teu comentário, Elaine!
      Adorei.
      Grande abraço e boa viagem
      Alexandra do Café Viagem

  11. dagmilson12/02/2017 - 15:12

    Ola Alessandra, otim9 blogo
    Em setembro ou outubro quero fazer o passeio do trem do chocolate e me interessei pela sua dica de ficar mais um dia na regiao. Pretendo me hospedar em Fribourg e nao em Montreux, porque acho que a hospedagem la é mais barato, entao pensava em ir o Montreux para fazer o trem do chocolate, mas me hospedando em Fribourg, tem como fazer os passeios aos mesmos lugares que o trem faz?
    Dagmilson

  12. Paula17/04/2017 - 01:22

    Olá! Gostaria de tirar algumas duvidas sobre o tour do trem de chocolate! Quero seguir sua dica e passar a noite lá, porém estarei com mala .. eu consigo deixar a mala no hotel antes de seguir para o tour nas fábricas ? Outra coisa, vale msm pegar o trem de chocolate mesmo q seja só pra ida ? Ou aconselha pegar um trem comum ? Obrigada!

    • Alexandra Aranovich17/04/2017 - 10:19

      Oi Paula

      Sinceridade? Pegaria o trem comum com a mala, largaria as coisas no hotel e sairia para fazer os passeios. O lugar é fantástico , tem muita coisa legal e natureza. O trem é bem turístico, vale mais se você estiver com crianças.
      Beijos
      Alexandra do Café Viagem

  13. paula24/04/2017 - 01:44

    ah muito obrigada pela sincerdade rs. Nao vou com criança, apenas eu e uma amiga. Ficamos na duvida se nao pegasse o trem de chocolate nao conseguiríamos ingressos para todos os programas. Existe compar com anecedencia ou nao precisa? vamos no meio de junho. quero mt seguir sua dica e ficar no vilarejo para ir ao spa! Obrigada .

    • Alexandra Aranovich25/04/2017 - 21:24

      Oi Paula

      Bah, aquelas piscinas com jatos do vilarejo são fantásticas. É possível comprar tudo na hora mesmo (tours). Em Gruyere (vilarejo) tem um centro de informações turísticas que pode te ajudar. Aliás, todos os centros de informações aos turistas na Suíça ajudam bastante.
      Beijos
      Alexandra

  14. paula07/05/2017 - 20:37

    Obrigada pelas respostas! Vamos de trem comum então e compro os ingressos para as fabricas na hora. E o banho do Les Bains de La Gruyere? Posso comprar na hora ou devo reservar com antecedencia? Obrigada pela ajuda!