Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Onde comer em Belém – restaurantes e pratos típicos

Belém do Pará é um universo a parte de sabores. E descobrir onde comer em Belém do Pará foi uma das melhores partes da nossa viagem. Já comentamos no post sobre o Mercado-Ver-o-Peso a riqueza dos ingredientes e da influência indígena na gastronomia. É a cozinha de origem, tal como fala Tiago Castanho, um dos Chefs brasileiros mais influentes do momento e proprietário de um restaurante imperdível em Belém do Pará (veja aqui o post ). Belém é considerada uma das cozinhas mais brasileiras do país. Carrega a alma (e sabores) da cultura indígena e pitadas da culinária africana e portuguesa. Belém é farta em peixes, em frutas exóticas, em temperos de folhas nativas. Para mim, foi uma das experiências mais gastronômicas mais ricas que já tive. Abaixo, fiz uma lista de pratos e ingredientes que você precisa provar e restaurantes (ou locais) para conferir os sabores típicos da Amazônia em Belém do Pará.

Onde comer belem do para

FAZ PARTE DA CULINÁRIA PARAENSE:

Açaí,
Castanha do Pará
Cachaça de Jambu
Frutas : bacuri, cupuaçu, muruci
Pimentas
Pirarucu seco, o “bacalhau amazônico
Aviú, o camarão minúsculo
Os peixes Filhote, Pargo, Pescada amarela, Tambaqui, Surubi
Frutos do mar em geral, principalmente os peixes de rio
Mandioca e o Tucupi (caldo extraído da mandioca)
Jambu (vários pratos, inclusive o tradicional arroz de jambu)
As cervejas da Amazon Beer (prove a de Bacuri) e a Tijuca
A guaraná regional Tuchaua

PRATOS PARA PROVAR

Peixe frito com açaí – um dos pratos mais típicos e servido em vários locais, inclusive em bancas do Mercado Ver o Peso. Aviso: o açaí é servido sem açúcar como acompanhamento do peixe e leva farinha por cima. Um dos restaurantes famosos que serve esta especialidade é o Point do Açaí.

Maniçoba – a feijoada que não vai feijão, vai a folha da maniva – a planta da mandioca que é fervida por dias para tirar o veneno! Favor comer em um local seguro, certo? Eu provei no bufê do restaurante do Mangal das Garças.

Tacacá – prato de origem indígena. Trata-se de um caldo feito com a goma da mandioca (tucupi). Leva camarões secos, temperos e jambu (a erva que dá a sensação de formigamento na boca). Tanto os restaurantes quanto as banquinhas de comida de rua vendem a iguaria. Campeão no TripAdvisor , o Tacacá de Dona Maria é famoso em Belém.

Pato no tucupi – prato brasileiro típico da culinária paraaense. Feito com tucupi e  jambu.

Muçuã  – essa é para os corajosos. espécie de tartaruga que se come. Provei no bufê do Manjar das Garças.

Sucos
As frutas da Amazônia e nordeste brasileiro são de um sabor insuperável. Prove, prove, prove. E prove também na versão dos sorvetes. Bacuri, açaí, murici, cupuaçu, manga, jaca e outras tantas.

Doces
As sobremesas paraenses normalmente são de frutas. Mas vale destacar os sorvetes, principalmente os com sabores típicos da região. Se joga na Cairu! Ah, se encontrar prove o pudim com queijo de Cuia. Outro doce que ficou gravado na minha memória gustativa: torta de doce de leite com cupuaçu do restaurante do Mangal das Garças (o Manjar das Garças). E tem mais um: o toffe de cumaru com bolinho de tapioca assado no forno à lenha e sorvete de tapioca servido no restaurante Remanso do Bosque (se joga!)

tacacá, um dos pratos mais típicos da culinária paraense, tem que experimentar

tacacá, um dos pratos mais típicos da culinária paraense, tem que experimentar

o suco de murici (mais amarelado) e o de cupuaçu - DIVINOSSS

o suco de murici (mais amarelado) e o de cupuaçu – DIVINOOOS

Estacao das Docas Cairu (2)

ah, os sorvetes e seus sabores


5 LUGARES PARA INCLUIR
NO ROTEIRO GASTRONÔMICO

 

1. Manjar das Garças

Pensa num lugar lindo, com um restaurante lindo e um bufê farto em culinária gourmet com ingredientes típicos do Pará. Pensou? Então te manda para o Manjar das Garças (um almoço-passeio) no almoço de sábado ou domingo. Mas ó, é bom chegar cedo pois o restaurante lota e tem fila de espera. É literalmente um prato cheio para os famintos experimentarem de tudo da cozinha do Pará: peixes, maniçoba, muçua, doces, entre outras delícias. Depois ou antes do almoço dá para turistar pelo Mangal da Garças que é parque Ambiental e Zoológico que apresenta um pedacinho da natureza da Amazônia. Gasta-se em média acima de R$ 100 por pessoa ( o preço do bufê é por volta de R$ 75 por pessoa). E vale cada centavo. É bom demais.
Rua Dr. Assis | Parque Ambiental Mangal das Garças
Site: www.manjardasgarcas.com.brmanjar das garca onde comer belem

 

2. Remanso do Bosque e/ou Remanso do Peixe

Só vou dizer uma coisa: quem curte comer bem tem que ir no Remanso do Bosque. Diria que junto com o Mercado Ver o Peso faz parte da essência de Belém. A gente queria ter ido nos dois restaurantes, mas não deu tempo. O Remanso do Bosque é dos irmãos Thiago e Felipe Castanho. E o Remanso do Peixe é do pai do deles (onde os meninos se inspiraram para fazer a sua gastronomia premiada!). A gente foi almoçar (e que almoço) no Remanso do Bosque e recomendamos fazer reserva. Contamos todos os detalhes desta inesquecível refeição neste post aqui!
Remanso do Bosque: Tv. Perebebui 2350 | Tel.: 091 3347-2829
Site: www.restauranteremanso.com.br
Horário: de terça a sábado, almoço e jantar. Domingos, somente almoço até 15h
Aceita cartão de crédito

vale a pena suspirar de novo

 

3. Point do Açaí

Um dos pontos clássicos para comer o prato típico de Belém: peixe frito com açaí farinha de mandioca. O lugar é todo bonitinho e tem até uma lojinha. Afora o açaí, o restaurante serve a culinária típica da região: pirarucu, filhote, charque e camarão, entre outros pratos sempre acompanhados de açaí preto, branco. O seu ponto mais famoso é o que fica situado próximo à Estação das Docas. 

Av. Blvd. Castilhos França, 744
Domingo e Segunda: 11:00 as 16:00 (somente almoço).
Terça à Sábado: 11:00 as 22:30 (almoço e jantar).
Tel:(91) 3212-2168
Site: www.pointdoacai.net

point do acai
4. Mercado Ver o Peso

Para provar a essência, a alma da cozinha do Pará e da Amazônia, os cheiros e aromas, o Mercado Ver o Peso é o melhor local de todos.  Não de deixe de ir e sentir a gastronomia do Pará em sua raíz.
Leia aqui o post completo do Café Viagem sobre tour guiado no Mercado

mercado-ver-o-peso

5. Estação das Docas : Cairu, Lá em Casa e Amazon Beer

Na Estação das Docas há 3 pontos gastronômicos que você não pode deixar de visitar: a sorveteria Cairu, o restaurante Lá em Casa com pratos clássicos da culinária paraense e a Amazon Beer para petiscos típicos, muita animação e cerveja da região (prove a Amazon Bacuri!).
Leia aqui o post completo do Café Viagem sobre a Estação das Docas de Belém

Saudades demais desse sorvete da Cairu

Saudades demais desse sorvete da Cairu

Picadinho de Tambaqui e arroz de jambu, delicioso

Picadinho de Tambaqui e arroz de jambu, delicioso no Lá em Casa

Se tem Estação das Docas, tem que ter cerveja Amazon Beer - parada obrigatória

Se tem Estação das Docas, tem que ter cerveja Amazon Beer – parada obrigatória

Outros locais recomendados:

Xícara da Silva, Sushi Ruy Barbosa, Família Sicilia, Carne de Sol Picuí, Tacacá da Dona Maria, Saldosa Maloca, Sorveteria Ice Bode e o próprio restaurante do hotel Radisson onde tivemos a nossa última refeição com um peixe filhote glorioso.

Radisson Belem Restaurante

Prato delicioso do restaurante do Hotel Radisson


CONFIRA TODOS OS POSTS
COM DICAS DO ROTEIRO

 

Post índice com roteiro de 3 noites em Belém do Pará 

5 atrações imperdíveis para curtir Belém do Pará

Restaurante Remanso do Bosque – celebrando o amor e a premiada gastronomia em Belém

Um tour guiado no mundo do Mercado-Ver-O-Peso

Estação das Docas e o Passeio Orla ao Entardecer 

#partiuBelém – o convite e preparativos para a viagem e dicas de amigos

 



unnamed-1
SAIBA MAIS

BELÉM- PARÁ  | Brasil

–—> Para mais informações sobre hotel, tarifas e melhores ofertas no Booking, clique aqui !!

*A viagem a Belém foi um convite da Atlantica Hotels ao blog Café Viagem para viver a Experiência Radisson em Belém do Pará. Apesar do convite, o texto acima procurou ser o mais sincero e isento possível.

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier em formação pela ABS-RS. Acima de tudo, apaixonada por café da manhã, vinho e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Comentário Recente
  • Muito interessante! Só o prato muçuã que não sei se teria coragem, rs!

DEIXE SEU COMENTÁRIO