Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Onde comer em La Boca em Buenos Aires

Onde comer em La Boca em Buenos Aires

O LADO $$$$ DE LA BOCA

La Boca sempre foi um bairro turístico e, de certa forma, perigoso. É também conhecido por ser a região do estádio do Boca Juniors (La Bombonera). E se tem craque de futebol na área, tem celebridade também da cozinha: Francis Mallmann – o mestre do fogo alto e o seu  Patagônia Sur, pequeno e charmoso restaurante. O preço é salgadíssimo, contudo o serviço, os pratos bem servidos e o sabor compensam (comi a primeira e mais deliciosa centolla da minha vida neste restaurante). Tem que ter dinheiro no bolso e vontade de gastar com comida. O local tem poucas mesas e, diga-se de passagem, pouco movimento.

O LADO $ DE LA BOCCA

Em contrapartida, se você quer algo barato e movimentado pode experimentar o “pé sujo” mais gostoso do bairro, pelo menos para os locos por el futbol (afinal, o estádio do Boca está logo ali): o Bodegon El Obrero – de pé desde 1954. Não ouse chegar até este restaurante sem um Google Map impresso (ou GPS)  e de táxi. Mick Jagger já esteve por lá, e parece que Bono Vox, também. O local está sempre lotado: de gente e flâmulas de todos os times de futebol do mundo. Eu vi a do Grêmio!

SAIBA MAIS


Patagonia Sur

Rocha 801, LA BOCA Buenos Aires, Argentina
www.restaurantepatagoniasur.com

Bodegon El Obrero
Agustín R. Caffarena 64
(0)11 4362 9912
www.bodegonelobrero.com.ar

Leia mais detalhes sobre estas duas aventuras que fiz no mesmo dia (Patagonia e El Obrero) num post mais antigo do Café Viagem aqui.

VEJA MAIS DICAS DE ONDE COMER EM BUENOS AIRES POR BAIRROS

Onde comer em Puerto Madero e San Telmo Buenos Aires
Onde comer em  Palermo Soho e Hollywood  Buenos Aires

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO