Puxe uma cadeira, pegue um café e viaje com a gente!
 

Vinícola Leone di Venezia – a Itália na serra catarinense 

Vinícola Leone di Venezia – a Itália na serra catarinense 

A visita à vinícola Leone di Venezia de São Joaquim na Serra Catarinense foi uma grande surpresa. Admito que sabia pouco ou quase nada sobre os vinhos da vinícola. E o fato é que acabou sendo uma das degustações mais marcantes e com um dos cenários mais lindos da viagem de enoturismo em Santa Catarina. Por isso, anote: a Leone di Venezia e seus vinhos são imperdíveis. Se estiver em São Joaquim, terra da maça e das vinho de altitude, visite. Vai por mim!

Leone di Venezia vinícola


Como chegar à vinícola Leone di Venezia 

A vinícola Leone di Venezia está situada em Morro Agudo na cidade de São Joaquim em Santa Catarina. Faz parte da Rota dos Vinhos de Altitude. Tem fácil acesso pela rodovia SC 114 onde será necessário fazer um desvio em uma estrada (observe as placas da rodovia SJM 145!) que leva a duas vinícolas vizinhas e igualmente imperdíveis: Monte Agudo e Leone di Venezia. A distância do centro de São Joaquim até a vinícola é de aproximadamente 10km.

Leone di Venezia

 

Onde ficar em São Joaquim 

Nós ficamos hospedados no centro da cidade em um hotel tradicional em frente à praça central de São Joaquim: São Joaquim Park Hotel (3 estrelas). A cidade tem várias pousadas. Quem procura uma hospedagem mais romântica ou de charme indico o Rio do Rastro Eco Resort em Bom Jardim da Serra, mas observe que o hotel fica a 50 km de São Joaquim e mais distante das vinícolas. 

+ Veja aqui todos os hotéis e pousadas em São Joaquim e compare valores

+ e aqui pousadas em Bom Jardim da Serra

+ Roteiro 8 vinícolas para visitar em Santa Catarina

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como surgiu a vinícola

A vinícola está em uma altitude de 1280 m acima do nível do mar. O proprietário tem origem italiana e é de Caxias do Sul (RS), Saul Bianco. Após trabalhar por um longo tempo como executivo da Souza Cruz, Saul foi atrás de um sonho: estudar enologia na Itália e, tempos depois, montar a sua vinícola. Escolheu São Joaquim para plantar uvas italianas, sua paixão. As primeiras parreiras foram plantadas em 2008 e hoje totalizam cinco hectares. Saul plantou 26 variedades para testes e, atualmente, vinifica em torno de 14.

Saul Bianco da Leone di Venezia

Saul Bianco da Leone di Venezia. Foto Tatiana Cavagnolli

As uvas italianas da Leone di Venezia

Assim, o grande destaque da vinícola são as castas italianas: tintas Sangiovese, Montepulciano, Refosco Dal Peduncolo Roso, Aglianico, Nero D´avola e Primitivo, e as brancas Gewüstraminer, Garganega, Grechetto, Vermentino e Verdello.

vinhos Leone di Venezia

Vinhos Leone di Venezia. Foto Tatiana Cavagnolli

O Rialto da Leone Di Venezia foi o primeiro vinho que degustei na viagem ainda em Florianópolis. Trata-se de um vinho branco de corte, elaborado com uvas Grechetto, Vermentino, Verdello e Gewurztarminer e que harmoniza perfeitamente com as ostras catarinenses. 

ostras em Santo Antônio de Lisboa

Rialto da Leone di Venezia com as ostras na Freguesia Bar em Santo Antonio de Lisboa, Florianópolis

Rondinela, Corvina e Molinara também são as uvas cultivadas e consideradas estrelas da casa na Leone di Venezia. O trio passa pelo processo de passificação para a produção de um vinho ícone da casa no estilo do Amarone della Valpolicela, o Passione. 

Amarone da Leone di Venezia

uvas passificadas para elaboração do Amarone da Leone di Venezia, o Passione

Vinho Passione

Passione, vinho no estilo do Amarone. Foto Facebook Leone di Venezia

O vinho laranja da vinícola  Leone di Venezia

Afora os vinhos italianos, outra curiosidade que chama a atenção na Leone di Venezia é o vinho laranja ( ou âmbar) que, pasmem, tem aromas de cerveja Ipa (juro). O rótulo tem nome de Oro Vecchio e recentemente recebeu prêmio de respeito de melhor branco de outras castas e cortes na 8.ª Grande Prova de Vinhos do Brasil. Na mesma premiação, ganharam destaque também (eleitos os melhores de sua casta) o Gewuztraminer e o Sangiovese da Leone di Venezia.

E como assim vinho laranja? É um estilo de vinho que é fabricado com uva branca e é fermentado com as cascas. O processo é diferente e, por conta da fermentação com as cascas, a cor do vinho ganha essa tonalidade laranja (um rosé mais escuro). É um vinho bem aromático, com notas de lichia. Considerado bem gastronômico, harmoniza com pratos tailandeses, mexicanos e bahianos. Particularmente não sou muito fã, mas em uma harmonização pode ficar interessante.

A arquitetura da vinícola

No entanto, não são só as uvas que lembram a Itália por aqui. A arquitetura da vinícola também recebeu inspiração italiana (palácio italiano Villa di Maser de 1564 – Treviso/Veneto)  e tem capacidade de elaboração de 30 mil litros por safra. A paisagem no entorno da vinícola é realmente magnífica. Aliás, toda a estrutura com iluminação natural nos tanques também impressiona. 

vinícola Leone di Venezia

Psiu: não deixe de visitar o terraço da vinícola!!

vinícolas São Joaquim

Hospedagem na Leone Di Venezia

Eu conheci os quartos que a Leone di Venezia fez para receber os turistas dentro da vinícola. Lindos e com uma incrível. Pena que a pousada não está funcionando no momento. Seria uma baita experiência passar o dia por lá acompanhando todo o processo, já pensou?

vinícola Leone di Venezia

Degustação e Piquenique na Leone Di Venezia

A Leone Di Venezia tem estrutura para quem quiser chegar e apenas experimentar seus vinhos ou mesmo comprar. Mas se você procura algo mais especial (e eu recomendo) sugiro agendar um piquenique no jardim ou a degustação premium com antepastos e queijos e que tem também inclui degustação de vinhos direto das barricas

degustação vinícola Leone di Venezia

Maravilhosa a degustação premium da vinícola Leone di Venezia! É preciso agendar!

Eu fiz a degustação premium e achei um arraso. O passo a passo da degustação foi feito pela jovem enóloga da casa, extremamente simpática e didática. Além de precisa ser agendada, essa degustação é organizada somente para grupos. 

vinícola Leone di Venezia

Gostei muito dos vinhos que provei, em especial o Sangiovese e o Montepulciano. Em uma degustação às cegas, você poderia jurar que estava em outro país. Ah, não esqueça de pedir um Rialto para acompanhar as ostras quando estiver pela costa catarinense. Tem acidez viva, notas de frutas com abacaxi e maça. Excelente frescor e mineralidade.

Direto da barrica, provamos o sangiovese,  refosco e o amarone.  Na degustação premium começamos o branco Rialto e o vinho laranja Oro Vecchio. Logo após, provamos alguns tintos.

degustação direto da barrica

degustação direto da barrica na vinícola Leone di Venezia. Foto Tatiana Cavagnolli

 

vinícola Leone di Venezia

Manhã incrível na vinícola Leone di Venezia. Foto Tatiana Cavagnolli

Por fim, como a Leone di Venezia está bem próxima à vinícola Monte Agudo, é a dobradinha perfeita para um dia de enotrip em São Joaquim. E põem perfeito nisso!

SAIBA MAIS

Vinícola Leone di Venezia
Rodovia SJM 145, 2800 – Morro Agudo,
São Joaquim Santa Catarina- Brasil
Site: www.leonedivenezia.com.br
Contato: [email protected]
Tel.: (49) 99973-1135 – WhatsApp – (49) 99967-3668

Horário: de terça à sábado: 10:00h e 15:00h  

Oferece mediante reserva: 

  • Visita guiada na Vinícola, seguindo todo o processo de elaboração e maturação dos nossos vinhos.
  • Piquenique
  • Degustação de 06 importantes vinhos (incluindo o top da vinícola), acompanhado de Bruschettas. Uma viagem de aromas e sabores Italianos na Serra Catarinense.
  • Entre Fevereiro e Abril é possível passear nos vinhedos e conhecer as variedades de uvas que amadurecem, no entorno da vinícola.

Organize sua Viagem de Enoturismo para Santa Catarina

+ Encontre Hotéis e Pousadas em Santa Catarina com até 50% de desconto

+ Alugue carro em Santa Catarina em até 12x

+ Roteiro 8 vinícolas para visitar em Santa Catarina

+ Roteiro de Enoturismo em Santa Catarina completo 

+ Vinícola Abreu Garcia : vinhos, arqueologia, natureza e gastronomia

+ O vinho da Uva Goethe de Urussanga, Santa Catarina

Leia aqui todos os posts com dicas de Santa Catarina no Café Viagem

Reserva de Hotéis

Saiba mais sobre os vinhos de Santa Catarina e do Brasil em 

www.vinhodealtitude.com.br

www.vinhosdobrasil.com.br

O Café Viagem viajou a convite do Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho – Vinhos do Brasil) e Sebrae.
Uma honra ter sido selecionada para esta viagem tão incrível. Não vejo a hora de levar os amigos e repetir todas as vinícolas que citei acima! Me apaixonei, de verdade.

 

Veja mais dicas de enoturismo no Brasil no Café Viagem

Enoturismo no Vale do Rio São Francisco – Wine Tour no sertão  

Como fiz mais de 15 países em 8 meses: bebendo vinho!

As atrações da vinícola Casa Valduga no Vale dos Vinhedos

Visita à Cooperativa Vinícola Aurora – patrimônio da colonização italiana


Visita à vinícola Don Guerino – novo complexo de enoturismo na serra gaúcha

Guia Bento Gonçalves e Garibaldi na Serra Gaúcha – post índice

6 lugares para fazer a pisa e colheita da uva na Vindima da Serra Gaúcha

Compartilhar este Post
Escrito por

Muito prazer, sou Alexandra Aranovich, autora do Café Viagem - blog para quem acorda sonhando com a próxima viagem. Sou publicitária e sommelier pela ABS-RS. Acima de tudo, turista apaixonada por café da manhã, vinhos e experiências gastronômicas. Moro em Porto Alegre, mas vivo com o coração no mundo.

Sem Comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO